Avaliação Novidades

Avaliação: Argo 1.8 é bom de guiar, mas deve equipamentos

Motor de 1,8 litro tem 139 cv e 19,2 kgfm de torque
Fiat Argo (reprodução)

O Fiat Argo chegou com uma gama abrangente, que passa pela versão de entrada 1.0 (já avaliada pelo Auto+), a intermediária 1.3 e a topo de linha 1.8 — e foi essa última que passou por nossa recente avaliação. Mas será que o Argo equipado com motor mais potente tem predicados para conquistar os clientes dos hatches médios, no caso, os “órfãos” do Fiat Bravo que saiu de linha este ano?

Para começar, a versão Precision vem equipada com propulsor 1.8 de até 139 cv e 19,2 kgfm de torque e já ultrapassa a barreira dos R$ 60 mil, sendo tabelado em R$ 61.800 nessa configuração com câmbio manual de cinco marchas.

Na hora de dirigir, não espere que o conjunto de 1,8 litro proporcione emoções na hora da arrancada, pois as respostas não são instantâneas na hora de pressionar o acelerador. Mas em compensação, a transmissão tem melhor ajuste quando comparado aos outros modelos da Fiat, idem para a dirigibilidade do hatch.

Na lista de equipamentos, o modelo tem como destaque a central multimídia com tela de sete polegadas, controle de tração e estabilidade, sistema start-stop e assistente de partida em rampa. No entanto, itens como bancos de couro, câmera de ré e sensor de estacionamento estão disponíveis apenas como opcionais. Acima, confira todas as impressões com o Argo 1.8 Precision na reportagem do Auto+:

Veja mais:

>> Andamos no novo Fiat Argo Drive 1.0

>> Fiat desvenda a primeira imagem do Cronos

>> Polo: hatch inaugura nova fase da Volkswagen no Brasil

Sobre o autor

Redação

Encontre peças e acessórios





Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva

Instagram