Destaque Mercado Novidades

Spin Activ: a solitária minivan “aventureira”

Praticamente sozinho no segmento, modelo traz bom espaço interno e visual robusto
Chevrolet Spin Activ (divulgação)

É fato consumado que os SUVs compactos dominaram a preferência de quem procura por modelos mais robustos – ao menos visualmente. Antes da onda dos utilitários, veio nos anos 2000 a dos aventureiros e das minivans — essa última, cada vez mais escassa de opções. Mas ainda há no mercado um modelo que reúne esses dois mundos: a Chevrolet Spin Activ.

Única com proposta de levar a família e ainda ter uma pegada aventureira, a Spin Activ é até mais agradável aos olhos do que suas versões, digamos, “civis”. Ela se diferencia pelo para-choque mais pronunciado com plástico preto e detalhe em prata na porção central, faróis com máscara negra, lanternas fumê e rodas de 16 polegadas calçadas com pneus de uso misto. Há ainda uma faixa lateral na base das portas.

A cartilha aventureira segue nas molduras das caixas de rodas, barras de teto e, claro, pelo estepe pendurado na traseira – o que transformou o espaço do estepe num enorme porta-objetos dentro do porta-malas, que acomoda 710 litros. O para-choque traseiro também tem desenho exclusivo, com o logo Activ em relevo.

Por dentro, a cabine traz acabamento escuro ao invés do tom de marrom empregado nas outras versões, com destaque para o acabamento em prata em torno da central multimídia com tela de sete polegadas. Na linha 2018, a minivan trouxe a segunda geração do MyLink, que permite espelhar o smartphone por meio das plataformas Apple CarPlay e Android Auto (agora liberada para rodar o app Waze na tela do carro). O revestimento dos bancos é outro diferencial, com faixas pretas e brancas, além do logo da versão bordado.

No mercado, a Spin figura ao lado do JAC J6 entre as minivans mais acessíveis— e abaixo de modelos como Kia Carnival e Citrën C4 Picasso. Desde a aposentadoria da Nissan Livina em 2015, o único concorrente da Spin é o JAC J6 – em tese, já que o chinês teve apenas 1 unidade vendida em julho e acumulou 28 unidades nos sete primeiros meses de 2017. O número modesto destoa das 2.070 unidades vendidas da Spin em julho, e mais ainda do total de 13.269 carros no acumulado do ano.

Já em relação ao motor, a Spin traz o famigerado motor 1.8, que desenvolve até 111 cv e 17,7 kgfm de torque, suficientes para o modelo tanto na cidade como na estrada. O câmbio é sempre automático de seis marchas. O o consumo da minivan na estrada surpreendeu nas mãos de nossa redação, registrando entre 11 km/l e 12 km/l. O mérito fica para as novidades incluídas em 2016, como a grade ativa do radiador com aletas que abrem ou fecham para melhorar a aerodinâmica e reduzir o consumo, além de defletor frontal e rebaixamento da suspensão em 1 cm.

Chevrolet Spin Activ (divulgação)

Para quem procura um veículo familiar com bom espaço interno, mas que não tenha visual tão careta (característica comum às minivans), a Spin Activ é uma opção interessante.

Abaixo, confira os principais equipamentos do modelo:

Spin Activ 1.8 (R$ 73.490): ar-condicionado, alerta de pressão dos pneus, direção elétrica, vidros elétricos nas quatro portas com função “um toque, retrovisores elétricos e volante multifuncional revestido em couro sintético. Soma-se ao pacote a central multimídia MyLink com tela de 7” e GPS, sistema de concierge OnStar, faróis de neblina, sensor de estacionamento traseiro e controle de velocidade de cruzeiro.

Veja mais:

>> Chevrolet Trailblazer diesel também está mais econômica na linha 2018

>> Volkswagen Tiguan: o SUV esquecido

>> JAC inicia vendas do novo T40 por R$ 56.990

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva

Instagram