Curiosidades Destaque

5 mentiras que montadoras inventaram sobre seus carros no Brasil

Mentira tem perna curta e essas cinco fabricantes de carros foram pegas com a boca na botija contando algo que não era verdade
CAOA Chery Tiggo 5X Pro [divulgação]

No mundo dos carros é preciso jogar justo. Afinal, os clientes cobram e a imprensa também. Por isso, esses cinco casos de marcas que mentiram em algum momento e foram pegas no flagra pode surpreender muita gente.

Promessa não cumprida

carros
Asia Topic [divulgação]
Camaçari, na Bahia já foi terreno da fábrica da Ford, mas era para ter duas outras marcas com uma planta instalada na região. A JAC chegou a fazer uma cerimôniaa de inauguração da construção da fábrica e desistiu devido a crise. Não conseguiu prometer o que cumpriu, mas tudo bem. O problema foi a Asia Motors que recebeu R$ 2 bilhões em incentivos fiscais para construir uma fábrica que nunca foi feita – e os incentivos nunca devolvidos.

Escapamento Corolla Cross

Toyota Corolla Cross 2023 [Auto+ / João Brigato]
Toyota Corolla Cross 2023 [Auto+ / João Brigato]
Para tentar esconder o polêmico escapamento aparente do Toyota Corolla Cross, a montadora japonesa pintou a parte aparente do sistema. Contudo, a cobertura foi feita somente na parte mais visível da “marmita” e a maioria dos carros teve sua pintura descascada alguns meses depois de sair da concessionária.

Potência do Veloster

carros
Hyundai Veloster [divulgação]
Quando a CAOA anunciou que lançaria o Veloster no Brasil, a importadora representante da Hyundai prometeu o modelo com motor 1.6 aspirado de 140 cv. Não era um número digno de esportivo, mas já era suficiente para uma leve dose de pimenta. O problema é que ele chegou ao nosso país com motor de HB20 e apenas 128 cv. Na época a CAOA foi processada por isso.

Kombi limitada

carros
Volkswagen Kombi Last Edition (divulgação)

A edição de despedida da Volkswagen Kombi, a Last Edition, deveria marcar o fim de um dos carros mais emblemáticos do Brasil. Mas não foi isso. Empolgada com as rápidas vendas das 600 unidades planejadas, a VW dobrou a quantidade de modelos produzidos, o que fez com que vários encalhassem nas concessionárias. E para piorar, a Last Edition não foi a última Kombi a sair da linha de produção.

Híbridos da Kia e da CAOA Chery

carros
Kia Stonic [divulgação]
Já faz um certo tempo que algumas marcas vendem carros híbridos leves no Brasil, como Mercedes-Benz e seus sistemas EQ Boost, a maioria dos modelos da Audi e alguns Jaguar Land Rover. Mas nenhuma delas nunca chamou seus modelos de híbridos, ao contrário da Kia com o Stonic e da CAOA Chery com Tiggo 5X Pro, Tiggo 7 Pro e Arrizo 6 Pro, que são chamados de híbridos ou Hybrid sem, de fato, serem.

Kia Brasil enviou ao Auto+ a seguinte nota: “O modelo Kia Stonic, dotado de sistema híbrido leve (MHEV) e bateria de 48V, segue a regulamentação e legislação nacionais e índices de eficiência energética para homologação de veículos híbridos, estando assim de acordo com a RESOLUÇÃO N. 492, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2018 (Conama – L7/L8) e norma técnica ABNT NBR 16567.”

>>BYD planeja fabricar 300 mil carros eletrificados por mês

>>Carros novos enfrentarão enchente para serem considerados seguros

>>Fábrica da Tesla só consegue entregar carros pretos ou brancos

Sobre o autor

João Brigato

2 Comentários

Clique aqui para comentar