Destaque Novidades

Audi e-tron S Sportback vai contra toda realidade | Impressões

SUV, grande e elétrico– palavras tão antagônicas para um carro esportivo, mas o Audi e-tron S Sportback prova que isso é possível
Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]
Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]

Alguns carros ao longo da história recente provaram que paradigmas são feitos para serem quebrados. Quando a Porsche lançou o Cayenne, ela provou que um SUV pode ser esportivo. Já a Tesla com o Model S colocou os elétricos no panteão dos esportivos. Agora com o e-tron S Sportback a Audi quebra mais um mito.

Quem um dia disse que SUV elétrico não pode ser esportivo é porque não andou no e-tron S Sportback. Ele já chega quebrando recordes: é o Audi com maior torque já produzido na história. São 99,7 kgfm produzido por seus três motores elétricos combinados. Sim, torque de caminhão, praticamente.

Combinada a potencia de 503 cv, é possível entender o motivo pelo qual esse Audi é um esportivo. Mas o que faz a cabeça pirar é seu tamanho avantajado com performance de carro pequeno. São 4,90 m de comprimento, 2,19 m de altura e 1,97 m de largura (4,1 cm a mais que o e-tron Sportback padrão).

Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]
Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]
Apesar disso tudo, ele precisa de 4,5 segundos cravados para chegar aos 100 km/h. Tudo isso no mais absoluto silêncio. A aceleração é feita como uma patada violenta, capaz de grudar o motorista no banco em um socão. Só não é o SUV mais rápido da Audi porque o RS Q8 faz o mesmo em 3,8 segundos – mas fazendo o maior barulhão com seu motor V8.

Comportamento de lorde

A grande contradição do e-tron S Sportback está na hora das curvas. O já mencionado tamanho de mamute faz com que ele pareça desengonçado. Some isso ao peso alto e a posição de dirigir elevada e a fórmula para o desastre estaria pronta. Mas que grande engano quem pensa assim.

Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]
Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]
Como as baterias ficam posicionadas no piso do e-tron S Sportback, o seu centro de gravidade é mais baixo. Além disso, a tração quattro consegue enviar força para cada eixo de maneira individual e alternas entre 100% para um lado ou para o outro. Isso faz com que o SUV elétrico se comporte como um lorde nas curvas.

Ele agarra o asfalto com força e não desgruda. Os pneus de perfil mais alto e a carroceria elevada até tentam atrapalhar um pouco a brincadeira, mas o e-tron S Sportback se mantém firme. A diferença de comportamento em curva entre ele e o RS e-tron GT é bem menor do que se supõe ao olhar os dois juntos.

Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]
Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]
É perceptível que a altura avantajada do e-tron S Sportback faz com que a carroceria se jogue um pouco mais nas curvas e ele dê uma leve sambadinha, especialmente nas curvas mais fechadas. Os pneus cantam com vontade, mas ele não perde a trajetória. Virtude também da direção firme na medida certa.

Mas mudou?

Visualmente pode até parecer que o e-tron S Sportack não muda tanto em relação à versão padrão. E de fato não muda. Ele traz para-lamas mais largos, com fenda nos dianteiros, além de rodas de liga-leve maiores. De resto, ele é idêntico aos demais e-tron Sportback vendidos no Brasil.

Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]
Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]
Por dentro, ele recebe bancos tipo concha com inscrição S no encosto. As costuras são do tipo diamante e há volante com desenho levemente modificado. A ambientação escura ajuda a dar esportividade à cabine, que exala modernidade.

O Audi e-tron, independentemente da versão ou tipo de carroceria, conta com um par de telas no centro do painel. Elas são levemente voltadas ao motorista, tem qualidade exemplar e resposta tátil (leva um tempo para acostumar, mas é interessante no uso diário). Há ainda carregador de celular por indução para facilitar as coisas no dia-a-dia.

Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]
Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]

Charmes diários

Um dos itens mais legais do e-tron S Sportback é o sistema de faróis com projeção. Eles são capazes de criar imagens na rua ou na parede com desenhos pré-programados pelo motorista. O SUV permite manter o facho do farol dentro de apenas uma faixa de trânsito, criar zonas escurar para não ofuscar outros motoristas e até fazer pequenos alertas luminosos.

Ele ainda traz piloto automático adaptativo com função stop & go, além de diversas outras tecnologias embarcadas. Tudo isso, ainda rodando 380 km com uma carga completa. Como opcional, ele ainda traz visão noturna (R$ 21.000), retrovisor substituído por câmeras (R$ 15.000) e pacote carbono (R$ 7.000). Tudo isso se soma aos R$ 779.990 cobrados por base.

Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]
Audi e-tron S Sportback [Auto+ / João Brigato]

Veredicto

Não poluir o meio ambiente, ter espaço para a família e ainda por cima poder se divertir em uma pista no final de semana é algo que só um SUV elétrico esportivo pode fazer. Por enquanto o Audi e-tron S Sportback está sozinho nesse segmento aqui no Brasil e já mostra todo potencial de uma categoria que só vai crescer.

>>Audi RS e-tron GT é um elétrico que ronca como esportivo | Impressões

>>Impressões: e-tron Sportback é elétrico por acaso e Audi por completo

>>Audi A3 Sedan e A3 Sportback em pré-venda no Brasil pelo mesmo preço

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar