Destaque Novidades

Audi Q3 estreia segunda geração com visual de Q8

SUV agora tem plataforma MQB e opções de motores 1.5 e 2.0 turbo
Audi Q3 (divulgação)

Foram necessários sete anos para o Audi Q3 ganhar sua segunda geração — e o tempo de espera valeu a pena. O SUV mais vendido da marca alemã muda a “cara” conhecida desde 2011, mas mantém o desenho que o consagrou, seguindo na linha evolutiva de design sem romper com seu passado. Agora, ele está mais retilíneo como os irmãos maiores, com inspiração principalmente no belo Q8.

Com a virada de geração, o novo Q3 passou a ser  produzido com base na plataforma MQB, a mesma usada em modelos da Volks, como Golf e Tiguan. Isso quer dizer que além de ter uma plataforma mais moderna, o novo Q está maior em todas as dimensões. Ele agora tem 4,48 metros de comprimento (97 centímetros a mais), 1,85 m de largura e 1,58 m de altura. Já o entre eixos ganhou 7,7 cm a mais, passando a ter um total de 2,68 m de comprimento. O porta-malas também ficou maior e agora tem 675 litros de capacidade.

Audi Q3 (divulgação)

Visualmente, o novo Q3 tem uma bela inspiração no Q8. Ou seja, o visual ficou mais agressivo e cheio de vincos, com destaque para a grade dianteira mais larga e com frisos verticais. Destaque também para o vinco que atravessa toda a lateral do SUV, com ressaltos nas porções dos para-lamas, deixando o modelo com uma aparência mais “parruda”. Na parte traseira felizmente foi mantida uma das suas principais características: o ressalto na tampa do porta-malas. Já as lanternas passaram a ser divididas.

Audi Q3 (divulgação)

Por dentro, o salto de qualidade do nível de acabamento é visível. Antes com traços arredondados, o interior do Q3 também entrega um desenho mais horizontal. Ele traz ainda o conhecido painel de instrumentos digital configurável com tela de 12,3 polegadas, além de nova central multimídia com tela de 8,8”.

Audi Q3 (divulgação)

Debaixo do capô, o Q3 2019 vai contar com duas motorizações para o mercado europeu. O primeiro é o motor 1.5 TFSI de 150 cv (o mesmo do Golf europeu) com função de desativação de cilindro para maior economia de combustível. A segunda opção de conjunto mecânico é o 2.0 TFSI com dois níveis de potência: 40 TFSI (190 cv) e 45 TFSI (230 cv).

Todos contam com transmissão automatizada de dupla embreagem de sete marchas, com o câmbio manual de seis sendo opção para o modelo 1.5. Se quiser tração nas quatro rodas, terá que pagar a mais por isso.

Com bastante importância no mercado brasileiro, o Audi Q3 deverá marcar presença no Salão do Automóvel em novembro. As vendas dele por aqui ainda não foram confirmadas, mas é de se esperar que ele chegue no início de 2019.

Veja mais:

>> Audi lança novo Q3 Black Edition

>> Audi RS6-E Avant: uma perua híbrida de 1.000 cv

>> Com visual “moderninho”, BMW X2 é lançado no Brasil

Sobre o autor

Diego Dias

Diego Dias

Comente

Clique aqui para comentar

Encontre peças e acessórios





Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva

Instagram

Jocar