Destaque Novidades

Audi Q3 ganha versão híbrida com motor do Volkswagen Golf GTE

Eletrificação atinge o Audi Q3 pela primeira vez com a chegada da nova versão híbrida plug-in com 245 cv e 40,8 kgfm de torque
Audi Q3 45 TFSI e [divulgação]
Audi Q3 45 TFSI e [divulgação]

Depois do lançamento dos SUVs elétricos e-tron e e-tron Sportback, a Audi resolveu investir com força em alternativas ecologicamente corretas para seus carros. Assim, pela primeira vez na história, o SUV compacto Q3 recebe uma versão híbrida do tipo plug-in. O conjunto vem todo do Volkswagen Golf GTE.

Batizada de 45 TFSI e, a nova versão eletrificada do Q3 combina o já conhecido motor 1.4 TFSI de 150 cv usado pela versão brasileira do SUV a um motor elétrico de 116 cv. Segundo a Audi, o Q3 híbrido entrega 245 cv e um ótimo torque de 40,8 kgfm.

Audi Q3 Sportback 45 TFSI e [divulgação]
Audi Q3 Sportback 45 TFSI e [divulgação]
Tudo é controlado pela transmissão automatizada de dupla embreagem S-Tronic com seis marchas. Como resultado, o SUV compacto chega aos 100 km/h em 7,3 segundos e só para de acelerar aos 210 km/h – números que não variam entre o Q3 padrão e o Q3 Sportback.

Voltado para economia de combustível, não performance, o conjunto elétrico do Q3 híbrido trabalha de maneira a otimizar o uso de gasolina. Em modo automático, ele faz uso dos dois motores ao mesmo tempo para reduzir ao máximo os gastos.

Audi Q3 45 TFSI e [divulgação]
Audi Q3 45 TFSI e [divulgação]
Nessa situação, o motor elétrico auxilia nas ultrapassagens e elimina o turbolag nas acelerações. Assim que o pedal da direta é liberado, automaticamente o Q3 desliga o 1.4 TFSI e inicia processo de regeneração das baterias ou deixa o carro em modo roda livre.

Caso o motorista prefira andar somente no modo elétrico, o SUV compacto de luxo entrega até 51 km de autonomia com velocidade máxima limitada a 140 km/h. Em carregadores de corrente alternada com tomada de 400 volts, o Q3 híbrido recupera 100% das baterias em 3 horas e 45 minutos.

O único revés dessa eletrificação do Audi Q3 foi a diminuição drástica do porta-malas. A versão regular carregava 530 litros e agora leva apenas 380 litros, com o banco traseiro dobrado o volume foi de 1.525 litros para 1.375 litros. No Sportback o porta-malas diminuiu de 530 litros para 380 litros.

>>Avaliação: Audi Q3 Black é prova que luxo não tem que ser esportivo

>>Audi A5 Sportback 2021 em pré-venda no Brasil sai por R$ 284.990

>>Audi A4 2021 chega ao Brasil entre R$ 229.990 e R$ 304.990

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar