Destaque Novidades

Bronco Sport: Ford vai tirar o sono do Compass diesel no Brasil?

Conhecemos com antecedência o Bronco Sport no Brasil e revelamos a estratégia da Ford para o SUV médio off-road
Ford Bronco Sport [Auto+]
Ford Bronco Sport [Auto+]

Desde que a Ford encerrou a produção de carros no Brasil, muitas dúvidas foram levantadas quanto ao futuro da marca norte-americana no país. Afinal, como ela atuará no mercado sem uma linha nacional? A resposta está em SUVs e picapes, todos importados. E uma das grandes armas da Ford está para chegar, o Bronco Sport.

Com foco no off-road, o Bronco Sport será oferecido incialmente somente em uma versão no Brasil, a Wildtrack. Essa variante não existe nos EUA, mas é composta por um misto de itens das versões Badlands e First Edition, sendo as mais completas e caras do SUV médio.

A Ford ainda não detalhou lista de equipamentos ou preços do Bronco Sport no Brasil, mas foi possível ver alguns itens interessantes no SUV. Ele terá de série por aqui painel parcialmente digital, faróis full-LED, ar-condicionado digital de duas zonas, sistema de manutenção em faixa, start-stop, câmera de ré, assistente de descida e tração nas quatro rodas.

Ford Bronco Sport será rival do VW Taos e do Jeep Compass nos EUA e no Brasil [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]
Um dos destaques tecnológicos do Bronco Sport é o sistema GOAT. Ainda seja cabra em inglês, a sigla tem como real significado Goes Over Any Terrain, indicando a habilidade do SUV em transpor diversos pavimentos diferentes. Ele possui os modos normal, eco, esporte, escorregadio, areia, lama e escalada de pedra.

Mira no Compass

Como a ideia da Ford é cobrir com SUVs o espaço deixado pelo Fusion, o Bronco Sport terá papel importante. O modelo virá para atuar acima do Territory, mas com proposta diferente. O SUV chinês tem versão Titanium a R$ 197.900. Seu rival claro é o Jeep Compass diesel, que começa em R$ 196.990 na versão Longitude.

Ford Bronco Sport [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]
Ou seja, não espere pelo Bronco Sport Wildtrack no brasil por menos de R$ 200 mil. A Ford tem posicionado os modelos Bronco nos EUA como quase premium, o que deverá ser repetido no Brasil. Assim, preços mais altos serão justificados por uma lista de itens de série mais generosa e motor potente.

Sem diesel como o Compass, o Bronco Sport tem à disposição motor 2.0 quatro cilindros EcoBoost turbo de 245 cv e 38,3 kgfm de torque. Apesar de beber só gasolina, o Ford entrega mais potência que o Compass diesel, que fica com 170 cv e 35,7 kgfm. No novato, o câmbio é automático de oito marchas, contra nove do Jeep.

Conheça em detalhes o Bronco Sport no vídeo.

Impressões

Ainda não pudemos andar no Ford Bronco Sport, mas as impressões ao vivo deixaram claro como o modelo se posicionará. Apesar do porte de Compass, ele parece substancialmente maior e mais parrudo.

São 4,38 m de comprimento, 1,88 m de largura, 1,81 m de altura e 2,66 m de entre-eixos. Em relação ao Compass, ele é 3 cm mais curto, 7 cm mais largo, 15 mais alto e entre-eixos 3 cm mais longo. A altura generosa e a carroceria quadrada fazem com que ele passe a impressão de ser maior do que de fato é.

Ford Bronco Sport [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]
Por dentro, o acabamento é bom, mas de qualidade inferior quando comparado ao do Territory. O Bronco Sport tem boa parte da porta forrada em borracha, assim como o painel. Mas há bastante plástico duro e peças de aspecto mais simples. O painel é parcialmente digital com leitura fácil e parece feito para uma Ranger.

O visual é parrudo por dentro também, com linhas retas e fortes. O contraste entre o couro marrom e os plásticos pretos ajudam a dar uma ambientação aventureira ao modelo, ao mesmo tempo que traz sofisticação.

Ford Bronco Sport [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]
Em questão de espaço, outra vantagem para o Territory, que privilegia (e muito) a área para as pernas de quem se senta atrás. Contudo, o Bronco Sport tem boa área para a cabeça, virtude do teto com ressalto. O banco traseiro é bem elevado, fazendo com que os passageiros enxerguem por cima da cabeça do motorista.

Com 482 litros, o porta-malas é cheio de soluções criativas. Ele tem cobertura que funciona como mesinha ou divisor de cargas. Há tomada doméstica na lateral (mas em padrão norte-americano), além de ganchos de fixação de sacolas. Destaque também para as luzes embutidas direcionais no porta-malas e para o abridor de garrafas.

Ford Bronco Sport [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]

Veredicto inicial

Ainda é preciso andar no Ford Bronco Sport para ter, de fato, um veredicto acerca dele. O modelo tem potencial para fazer barulho no segmento, mesmo que não seja um campeão de vendas. Não vai tirar a liderança do Compass com apenas uma versão na casa dos R$ 200 mil, mas vai roubar alguns clientes que buscavam um SUV off-road.

A aura aventureira e o posicionamento como um modelo quase premium proverão status ao Bronco Sport, que é algo que a Ford busca. Além disso, tal qual o Territory, ele tem porte para aparentar ser de uma categoria superior à qual de fato pertence. Resta saber como o mercado vai reagir a essa ideia.

>>Ford por R$ 179.900: Territory SEL ou Ranger Black? | Comparativo

>>Territory SEL: por que o SUV é reflexo do futuro da Ford? | Avaliação

>>Ford Ranger Black: urbana, elegante e bom custo-benefício | Avaliação

Sobre o autor

João Brigato

6 Comentários

Clique aqui para comentar