Destaque Mercado

Carro 0km ficará mais caro em São Paulo com novo aumento do ICMS

Alíquota de imposto maior no estado de São Paulo já tem afetado preços do carro 0km e nova medida agravará a situação
Renault Sandero GT Line 2021 [Auto+ / João Brigato]
Renault Sandero GT Line 2021 [Auto+ / João Brigato]

Comprar um carro 0km no estado de São Paulo ficará mais caro novamente. A partir de 1º de abril, a alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) vai subir. Isso fará com que os preços de todos os carros novos subam mais uma vez. Em compensação, modelos usados terão redução de imposto.

A alíquota hoje fixada em 13,3% subirá para 14,5% – o restante do Brasil paga 12% de imposto. Isso fará com que a discrepância entre o preço de um carro 0km no estado de São Paulo e nas demais regiões do Brasil fique ainda maior. Exemplo do Hyundai HB20 Sense 1.0 que custa R$ 56.890 em outros estados contra R$ 57.890 em São Paulo.

Como o aumento é proporcional, quanto mais caro o carro 0km, pior a diferença de preço por estado. Um modelo como o Jeep Compass S diesel sai por R$ 227.990 em qualquer estado, menos São Paulo onde ele custa R$ 231.946.

Hyundai HB20 Sense [Auto+ / João Brigato]
Hyundai HB20 Sense [Auto+ / João Brigato]
A nova alíquota aumentará ainda mais essa diferença. Por exemplo: um carro que custa R$ 50.000 na tabela, terá na composição de seu valor R$ 7.100 de ICMS em São Paulo a partir de Abril. Antes o valor extra era de R$ 6.650, enquanto em outros estados o custo é de R$ 6.300.

Em compensação, o governo reduzirá o ICMS incidente em carros usados. A alíquota que escalou de 1,8% para 5,3%, encontrará um novo patamar intermediário. A partir de 1º de abril, o ICMS para essa categoria de veículos será de 3,9%. Ainda assim, o preço dos carros usados não deve baixar tanto.

Isso se deve ao fato de que a venda de carros 0km desacelerou e o estoque nas revendas tem se tornado cada vez mais reduzido.

>>JAC T40: ótimo custo benefício, mas derrapa em bobeiras – Avaliação

>>Sandero GT Line: como anda o hatch 1.0 mais caro do Brasil? – Avaliação

>>Renault Logan 1.6: old-school surpreendentemente divertido | Avaliação

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Um comentário

Clique aqui para comentar

  • Acredito que neste momento o preço deveria ser reduzido e por 3 motivos: Sampa é ruim de andar de carro; montadoras estão fechando as portas; e a oferta e procura que na realidade se não vende tenta-se abaixar os preço para vender, na venda do Seu Zé, aqui no bairro, funciona assim, para não jogar fora, ele reduz os preços, pq com os veículos não pode ser assim também!