Destaque Novidades

KFC vende frango frito na China com carro autônomo

Utilizando tecnologia 5G e sistemas autônomos modernos, carro autônomo do KFC vende frango frito nas ruas sem ajuda de humanos
Carro autônomo KFC [divulgação]
Carro autônomo KFC [divulgação]

Cada vez mais perto da realidade, o carro autônomo já circula nas ruas de algumas cidades. Apesar de diversos projetos serem ainda experimentais, alguns já foram colocados para trabalho, como comprova essa ação do KFC na China.

A rede de restaurantes de frango frito testa diversos pequenos carros autônomos da Neolix que carregam em sua parte interna diversos lanches e baldes de frango. Eles circulam pelas ruas de Xangai e param perto de estações de metrô.

Carro autônomo KFC [divulgação]
Carro autônomo KFC [divulgação]
O usuário precisa apenas escanear o QR Code na lateral para fazer o pedido, pagar pelo WeChat (plataforma chinesa que faz basicamente de tudo) e depois retirar seu pedido através de pequenas janelas na lateral do caro autônomo.

Esse pequeno veículo tem apenas 1 m de largura e 2,4 m³ de carga útil. Não há qualquer tipo de intervenção humana em sua condução. Ele traz diversos sensores, radares e câmeras para ser controlado sozinho. Além disso, a área de carga pode ser modificada para diversos tipos de entregas diferentes.

 

Tudo é gerenciado pela rede de internet 5G que já está em uso na China, permitindo assim que o veículo tenha respostas rápidas a qualquer adversidade e possa ser gerenciado remotamente em caso de emergência ou algum problema.

Ele é feito pela Neolix e o KFC é o primeiro a utilizar os serviços do pequenino autônomo de maneira comercial e ampla. Um de seus destaques também são as baterias removíveis, que podem ser substituídas rapidamente para que o pequeno veículo continue a atuar sozinho por mais tempo.

>>Cinco carros desenvolvidos no Brasil e que se tornaram internacionais

>>Volvo joga 10 carros 0 km do penhasco

>>iPhone 12: carros que custam o mesmo que o smartphone da Apple

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar