Novidades Serviço

Carro usado: vender na loja ou particular?

Comercializar modelo de segunda mão em agência pode ser vantajoso, dependendo do caso
Na hora da escolha, carro com mais de 100 mil km pode ser levado em consideração, mas com cautela (Auto+)

Dependendo do modelo, vender um carro usado não é tarefa assim tão simples. Há quem diga que tentar passar seu automóvel para frente à um comprador particular seja mais vantajoso do que para uma loja. Mas, se colocarmos na ponta do lápis, a realidade não é bem essa, afinal o mercado de vendas de veículos também evoluiu junto com a tecnologia. Ou seja, às vezes, fazer negócio direto com agências ou concessionárias pode ser uma boa alternativa.

Se considerarmos apenas a questão financeira, é bem verdade que a venda do carro à um particular tenha mais retorno direto para o seu bolso. Mas é preciso levar em conta outros fatores, como o dinheiro gasto com anúncio (que muitas vezes é feito em até três portais diferentes), o tempo disponível para atender possíveis interessados na compra em sua casa ou trabalho, o que exige deslocamento e, consequentemente, gasto extra com combustível, entre outras situações.

Dê o play e confira se vale a pena passar seu carro usado para particular ou revenda:

Veja mais:

>> Venda de importados tem alta de 10,8% em fevereiro

>> Manutenção: trocando o óleo na hora certa

>> Saiba como trocar o pneu do seu carro com segurança

Sobre o autor

Avatar

Redação

Comente

Clique aqui para comentar