Destaque Mercado

Os carros mais caros do Brasil por categoria

Em matéria de preço, esses carros são os campeões e os mais caros à venda no Brasil. Mas qual o hatch mais caro? E o sedã? Confira
Honda City 2022 [divulgação]
Honda City Hatchback 2022 [divulgação]

Com o lançamento do Honda City Hatchback se consagrando como rei do preço entre os hatches compactos à venda no Brasil, uma dúvida surgiu: e quais são os carros mais caros do Brasil por categoria? Para isso, selecionamos a lista dos mais custosos dividindo-os nos principais segmentos.

Foram selecionadas as categorias de hatches, sedãs, picapes e SUVs como as principais, cada qual com suas típicas subdivisões. Peruas e elétricos entraram como carros bônus. Para a lista, foi selecionada a versão mais cara apenas, não considerando o preço médio do modelo.

Hatch compacto

Volkswagen Polo GTS 2021
Volkswagen Polo GTS [divulgação]
Por R$ 122.600, o Honda City Hatchback Touring só não é o hatch compacto mais caro do Brasil por causa do Volkswagen Polo GTS. É fato que o Honda é o que tem o maior preço inicial na categoria e único com todas as versões acima de R$ 100 mil. Contudo, o hatch compacto campeão de preço é o Polo GTS de R$ 137.650.

Hatch médio

carros
Mercedes-AMG A 45 S [divulgação]
Entre os modelos não de luxo, o Chevrolet Cruze RS é o único representante único dos hatches médios. Contudo, os importados, além de jogarem o preço lá para cima, também tornaram a categoria um nicho fechado e recheado de carros luxuosos e de alta potência. Não por isso, o hatch mais caro do Brasil é o Mercedes-AMG A45 S de R$ 541.900.

Sedã compacto

carros
Volkswagen Virtus GTS (divulgação)

Tal qual o Polo GTS é o hatch compacto mais caro do Brasil, seria surpresa se o Virtus GTS não aparecesse como o sedã campeão de preço. Os dois carros da Volkswagen assinados pela grife GTS são da categoria de compactos, mas são precificados como médios. Tanto que os R$ 144.150 pedidos pelo Virtus GTS esbarram em muitos modelos da classe do Corolla.

Sedã médio

BMW M3 2021 [divulgação]
BMW M3 2021 [divulgação]
Tão grande quanto sua grade frontal, o BMW M3 Competition se consagra como o sedã médio mais caro do Brasil. Ele sai por R$ 799.950 em sua versão mais potente e completa. Referência em dirigibilidade e em design polêmico, o M3 é um dos carros mais cultuados do mundo, mesmo quando custa caro demais.

Sedã grande

carros
Mercedes-AMG E 63 S [divulgação]
Por R$ 1.679.900, o Mercedes-AMG E 63 S Final Edition além de ser uma edição de despedida da atual geração do Classe E é também o sedã mais caro do Brasil. Com porte generoso, o E 63 consegue ser mais caro que modelos de maior porte e mais refinamento. Culpa do tratamento AMG que o torna também um verdadeiro esportivo de elite.

Picape compacta

Fiat Strada Ranch CVT [divulgação]
Fiat Strada Ranch CVT [divulgação]
Hoje o Brasil tem apenas duas picapes compactas à venda: Fiat Strada e Volkswagen Saveiro. Com uma diferença de apenas R$ 2.000, o título de mais cara da categoria ficou para a recém-lançada Strada Ranch CVT. Por R$ 116.990 ela tomou o título que já foi da Saveiro Cross, que hoje custa R$ 114.990 e foi a primeira da categoria a passar de R$ 100 mil.

Picape média

JAC iEV330P: a primeira picape elétrica do Brasil [divulgação]
JAC iEV330P [divulgação]
Desconsiderando as RAM 1500, 2500 e 3500 porque são picapes grandes, o título de caminhonete média mais cara do Brasil fica para um modelo elétrico pouco conhecido. A JAC iEV330P custa R$ 369.900 e tem uma distância de preço considerável em relação aos R$ 323.290 cobrados pela Toyota Hilux SRX, a picape média diesel mais cara do país.

SUV compacto

Audi RS Q3 Sportback (divulgação)

Com potência e dirigibilidade para peitar gente grande, o Audi RS Q3 Sportback leva o título de SUV compacto mais caro do Brasil. Por R$ 619.990, ele é, por enquanto, a única variante de carroceria do Q3 Sportback oferecida no Brasil. Em breve a marca começará a fabricação do Q3 e do Q3 Sportback por aqui em versões mais mansas que a RS.

SUV médio

Mercedes-AMG GLC 63 S Coupé [divulgação]
Representando os SUVs cupês e também os médios, o Mercedes-AMG GLC 63 S Coupé quase chega na barreira do milhão de reais. Por R$ 922.900 ele se consagra como o mais caro da categoria e engrossa a lista de outros Mercedes-Benz que ainda aparecem por aqui.

SUV grande

carros
Mercedes-AMG G 63 [divulgação]
Único dos carros da lista com preço acima de R$ 2 milhões, o Mercedes-Benz Classe G é um verdadeiro clássico e frequentador assíduo de garagens de celebridades e famosos nos EUA. A versão especial Magno baseada no G 63 AMG sai por ostensivos R$ 2.059.900 e é um dos carros mais caros vendidos oficialmente no nosso país.

Perua

carros
Porsche Panamera Sport Turismo Turbo S E-Hybrid [divulgação]
Hoje o Brasil tem apenas cinco peruas à venda, sendo duas somente da Porsche: Panamera Sport Turismo, Taycan Sport/Cross Turismo, Mini Clubman, Audi RS 4 e Audi RS 6. A mais cara delas é justamente uma das irmãs Porsche: a Panamera Sport Turismo Turbo S E-Hybrid. Tão grande quanto seu nome é o preço: R$ 1.229.942.

Elétrico

carros
Porsche Taycan Turbo S [Auto+ / João Brigato]
Além de ser o mais vendido entre os carros elétricos e o mais rápido, o Porsche Taycan Turbo S também detém outro título de superioridade. Ele é o elétrico mais caro do Brasil. Por R$ 1.079.000 ele é o único modelo da categoria com preço na faixa dos sete dígitos.

>>Os 10 carros automáticos mais baratos do Brasil

>>Great Wall promete produção de carros que fazem até 208 km/l no Brasil

>>5 carros que quase foram vendidos no Brasil, mas as marcas desistiram

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar