Curiosidades Destaque Novidades

Dez carros que compartilham o nome, mas são totalmente diferentes

Carros completamente diferentes com o mesmo nome é um tipo de prática incomum na indústria automotiva, mas isso às vezes acontece
Dois carros com o mesmo nome: Chevrolet Coloado

Não é incomum que as fabricantes deem aos seus carros algum nome diferente ao redor do mundo. As vezes por identificação de mercado ou por conta de uma sonoridade ruim de uma língua, nomes diversos são usados para um mesmo carro. Mas e quando o contrário acontece?

Quando dois carros completamente diferentes compartilham de um mesmo nome, a confusão está criada. O pior de tudo é quando isso acontece entre duas fabricantes rivais ou que não possuem qualquer tipo de relação, como é o caso de alguns dos modelos aqui.

Chevrolet Trailblazer (brasileiro) e Chevrolet Trailblazer (americano)

A história do Trailblazer é tão confusa quanto poderia ser. O nome Traiblazer surgiu em 1999 para batizar a versão norte-americana do Blazer, SUV da S10. Mas, mudou de nome em seus últimos três anos de vida. O batismo foi novamente usado entre 2001 e 2008 em um SUV de porte médio feito somente para os EUA.

Contudo, em 2012, a Chevrolet voltou com Trailblazer para o SUV da S10, que substituiu o Blazer. Só que hoje dois Trailblazer completamente diferentes existem: além do SUV grande chassi sob cabine vendido no Brasil, a Chevrolet tem o SUV médio monobloco rival do Jeep Compass que é oferecido nos EUA e na China.

Chevrolet Colorado (S10) e Chevrolet Colorado (americana)

Por falar no SUV da S10, a picape média é um dos carros que não escapou da confusão de ter seu nome compartilhado. Começa pelo fato de que somente no Brasil ela tem esse nome, em outros mercados onde atua ela é chamada de Colorado. Só que a Chevrolet tem outra Colorado.

A picape média norte-americana da Chevrolet também se chama Colorado e é substancialmente diferente da nossa picape. Ela é alguns centímetros mais longa e larga, não possui versão SUV e é oferecida somente com motores V6 e V8 a gasolina.

Toyota Harrier e Tata Harrier

Até o ano passado, o Toyota Harrier era exclusivo do mercado japonês e era a versão Toyota do Lexus RX. Mas em 2020 a Toyota decidiu lançar o modelo em carreira internacional. Para isso, trocou de nome e passou a ser vendido nos EUA como Toyota Venza. O SUV é oferecido somente com motorização híbrida, tanto onde é chamado de Harrier, quanto onde é vendido como Venza.

Enquanto isso, do outro lado do mundo, a indiana Tata possui o SUV médio Harrier. Primeiro Tata a usar tecnologia Jaguar Land Rover, o modelo tem plataforma de Discovery Sport e estilo bem mais agressivo e parrudo que o Toyota Harrier, que tem linhas arredondadas e pegada urbana.

Toyota Sienna e Fiat Siena

Além da coincidência de nomes, Fiat Siena e Toyota Sienna praticamente nasceram na mesma época: 1996 para o sedã do Palio e 1997 para a minivan japonesa.  A Toyota Sienna é uma das mais populares minivans dos Estados Unidos, possui sete lugares, comprimento na casa dos 5 metros e diversos mimos tecnológicos. Já foi até estrela de séries de televisão, atuando como carro ofocial de uma das famílias de Modern Family.

Já o Fiat Siena é o sedã compacto derivado do Palio que teve apenas duas gerações até hoje. Atualmente sobrevive como modelo de entrada da Fiat no segmento de três volumes. Ironicamente o Siena da Fiat que recebeu o sobrenome Grand quando mudou de geração – sigla comumente usada em versões alongadas de minivans. Como a Sienna da Toyota, mas que jamais teve uma versão Grand.

Nissan Versa (Tiida) e Nissan Versa (sedã do March)

Aqui a história é bastante bagunçada e com carros cujo a quantidade de nomes vai além de Tiida e Versa. Lançado em 2006 nos Estados Unidos, o Nissan Tiida de primeira geração foi rebatizado como Versa, tanto na versão hatch quanto na sedã. A designação depois foi aproveitado pelo sedã do March, que substituiu o Tiida por lá e também passou a ser oferecido no Brasil.

A coisa se complica ainda mais quando os outros nomes dos modelos são postos à mesa: o Tiida já foi chamado também de Latio e Pulsar, além de quase ter se transformado em Dodge Trazo C. Já o Versa, como sedã do March, também é conhecido como Latio, Almera, Sunny, Renault Scala e agora V-Drive.

>>Avaliação: Chevrolet S10 High Country: não contavam com minha astúcia

>>Chevrolet S10 2021: visual renovado, mais equipamentos e versões

>>Nissan V-Drive estreia no Brasil com preço entre R$ 60.990 e R$ 77.990

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar