Curiosidades Destaque

Cinco carros que mudaram de categoria com o passar dos anos

Entre os carros presentes nesta lista, o maior destaque de todos vai para um que nasceu muscle car, virou um SUV e hoje é uma picape
Ford Maverick [divulgação]
Ford Maverick [divulgação]

A cada mudança de geração, os carros também podem passar por mais mudanças que aparentam. Hoje os hatches compactos tem o mesmo porte dos modelos médios de anos atrás. Contudo, vez ou outra, as marcas mudam seus carros de categoria.

Exemplo disso são os cinco carros que compõem essa lista. Eles nasceram em uma categoria, mudaram para outra e se adaptaram a ela. Teve hatch médio que virou subcompacto, minivan que hoje é SUV e até muscle-car que já foi um SUV e hoje é uma picape.

Volkswagen Gol

A linha do tempo do Volkswagen Gol mostra que ele mudou de categoria duas vezes. A primeira geração teve rivais que evoluíram dentro da categoria de hatches médios, como Ford Escort (substituído pelo Focus) e Chevrolet Kadett (que saiu de cena para a chegada do Astra e depois do Cruze Sport6).

Volkswagen Gol [divulgação]
Volkswagen Gol [divulgação]
Hoje em sua terceira geração, o Volkswagen Gol ficou pequeno demais para a categoria de hatches compactos. Com 3,89 m de comprimento, ele está mais próximo de um Fiat Mobi, Renault Kwid e VW up! do que para os hatches verdadeiramente compactos que já passaram dos 4 m de comprimento.

Ford Maverick

O caso Ford Maverick é bastante complicado. O modelo nasceu como um cupê compacto nos EUA, mas era considerado um muscle-car o Brasil. Saiu de cena em 1977 e voltou em 1988 como um SUV grande. Em 1993 passou a ser oferecido como um SUV compacto, enquanto o nome foi usado pelo modelo grande até 1997.

Ford Maverick se transformou em um SUV médio em 2001 e ficou assim até 2008. Agora em 2021, a marca do oval azul trouxe o nome à tona novamente para uma picape. Ou seja, Maverick já trocou de categoria três vezes e até mesmo de gênero.

Peugeot 5008

Em uma época em que as minivans eram moda, a Peugeot resolveu fazer suas próprias versões da Citroën C4 Picasso. Em 2009 apresentou os irmãos 3008 e 5008. O primeiro era um SUV com clara inspiração nas minivans e até um estilo mais familiar que aventureiro. Já o segundo, era a versão do leão da Grand C4 Picasso e bem com cara de minivan.

A minivan durou até 2016, quando se transformou em um SUV. Novamente 3008 e 5008 eram aparentados, mas o modelo maior se tornou um SUV de sete lugares. Até a coluna B, os dois são idênticos, mudando apenas o comprimento e a traseira para abrigar sete pessoas. Na primeira geração, entretanto, eles apenas compartilhavam capô, faróis e portas dianteiras.

Opel Zafira

Talvez um dos carros mais queridinhos da fase em que Opel e Chevrolet compartilhavam carros, a Zafira mudou de destino quando a marca alemã foi para as mãos da PSA (hoje Stellantis). Durante três gerações, ela foi uma minivan diretamente derivada do Astra. Eles até compartilhavam alguns elementos visuais.

Entretanto, desde 2019, o nome passou a ser usado na versão Opel das vans Peugeot Expert e Citroën Jumpy. A estratégia da Opel é bastante estranha, diga-se de passagem. A van é vendida como Vivaro nas versões furgão e misto. Entretanto, para levar passageiros, recebe o nome Zafira Life. Talvez uma tentativa de manter o nome da ex-minivan vivo?

Ford EcoSport

Diferentemente de outros modelos da lista, o Ford EcoSport mudou de categoria por força da lei. Quando foi lançado no Brasil em 2003, era considerado um SUV compacto. Tinha 4,22 m de comprimento e porte na média dos modelos da mesma categoria. Mas, como a segunda geração passou a ter papel global, ele ficou menor e desceu de categoria.

Na Índia, carros com até 4 m de comprimento tem descontos de impostos. E é justamente essa faixa de comprimento máximo que estão dos SUVs subcompactos. A Ford encurtou o Eco para que ele ficasse dentro desse patamar e, como consequência, o rebaixou de categoria. Ainda que aqui, sempre tenha vendido ele como SUV compacto no preço de rivais bem maiores.

>>Cinco carros legais vendidos na China que não temos no Brasil

>>Efeito VW: será que os carros da Opel ficaram parecidos demais?

>>Cinco carros que nasceram em uma marca, mas fizeram sucesso em outra

Sobre o autor

João Brigato

Um comentário

Clique aqui para comentar