Curiosidades Destaque

Cinco carros desenvolvidos no Brasil e que se tornaram internacionais

Brasil desenvolve de diversos carros, que nem sempre saem de nosso país, ao contrário desses exemplos que seguiram carreira internacional
Nissan Kicks é um dos carros nacionais que seguiu carreira internacional [divulgação]

O Brasil é um misto de projetos internacionais com modelos desenvolvidos totalmente para seduzir o consumidor local. Enquanto alguns carros continuam firmes e fortes exclusivos para o nosso país ou, no máximo, são exportados para a América Latina, alguns vão além.

Esses cinco exemplos de carros desenvolvidos no Brasil ganharam carreira internacional e passaram não somente a ser vendidos em outros continentes como produzidos por lá. Vez ou outra até geraram derivados que nunca tivemos por aqui.

Nissan Kicks SL (Divulgação)

Nissan Kicks

Enquanto a Europa e os EUA já tinham um SUV compacto da Nissan para chamar de seu, no caso o exótico Juke, a Nissan brasileira partiu para uma abordagem própria. Usou a base do March para desenvolver o Kicks, que se mostrou uma aposta mais certeira.

Ironicamente ele começou a ser produzido primeiro no México para depois ser feito aqui, mas seu lançamento foi no Brasil com direito a ser um dos carros oficiais das Olimpíadas do Rio de Janeiro. O nome Kicks, inclusive, não nega que é brasileiro, afinal significa chutes e é inspirado no futebol.

Volkswagen Nivus Highline [Auto+]
Volkswagen Nivus Highline [Auto+]

Volkswagen Nivus

Antes mesmo de iniciar sua carreira no Brasil, a Volkswagen havia anunciado que o Nivus seria produzido e vendido na Europa. O projeto foi todo tocado pela filial tupiniquim e agradou tanto aos alemães que eles decidiram levar o SUV cupê ao Velho Continente. Não é a primeira vez que isso acontece com um dos carros brasileiros da Volks, já que o Fox já foi vendido por lá.

Ainda não se sabe quais modificações serão aplicadas no Nivus europeu, mas certamente seu acabamento será melhorado frente ao modelo nacional. Além disso, como o T-Cross de lá é menor que o nosso, fica a dúvida de onde o Nivus se posicionará na linha Volkswagen Europa.

Fiat Palio
Fiat Palio (divulgação)

Fiat Palio

Apesar de ter sido um projeto global desde o começo, o Fiat Palio se tornou brasileiro por excelência. A primeira geração foi lançada primeiro aqui e depois passou a ser produzida em diversos países. Ao longo de sua vida, o Palio foi feito na China, Polônia, Venezuela, Rússia, Marrocos, África do Sul e Índia.

Lá fora o Palio teve carreira curta e se despediu da Europa logo após a primeira reestilização. Apesar disso, ganhou uma variante sedã nunca vendida no Brasil, o Albea. Ele era um Siena esticado, com traseira feia e entre-eixos alongado. Foi substituído pelo Perla na China que era igualmente feio e baseado no Palio.

Chevrolet Onix Plus Premier 2021 [divulgação]
Chevrolet Onix Plus Premier 2021 [divulgação]

Chevrolet Onix

A promoção do Chevrolet Onix a carro global aconteceu na mudança de geração. Ele foi um dos projetos da GM Brasil feitos sobre a plataforma GSV usada em outros países no Tracker e no Sonic. Só que o Onix vendeu mais que todos eles juntos, se mostrou um sucesso estrondoso e seguiu para outros lugares.

A segunda geração teve participação ativa da China em seu desenvolvimento. Tanto que o Onix Plus estreou lá primeiro antes de vir ao nosso país. Agora o Onix é um carro internacional e tomou o lugar que um dia foi do Sonic.

Renault Sandero (divulgação)

Renault Sandero

Quando a Renault do Brasil começou a se aproximar da Dacia com a chegada do Logan, a marca francesa percebeu que era hora de substituir o Clio com um modelo de baixo custo. O problema é que o sedã tinha visual muito sem graça e era altamente criticado por isso.

A solução foi criar um hatch usando o Logan como base, mas com estilo mais atraente e moderno. Foi justamente nesse toque de design que o Brasil liderou o projeto do Sandero, que depois passou a ser vendido na Europa e em outros países como Dacia.

>>Hyundai HB20 N poderia ser o meio termo entre Polo GTS e Sandero RS

>>Avaliação: VW Nivus supre os órfãos do Golf que não gostam de SUV?  

>>Comparativo: Nivus Highline e Tracker LT são tão iguais e tão diferentes

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar