Curiosidades Destaque

Cinco carros exóticos que foram resultado de parcerias inusitadas

Já pensou na Kia fazendo carros com a Lotus? Ou a Chrysler produzindo algo com a Volkswagen? Pois isso aconteceu em um passado recente
carros
Chrysler e Volkswagen [divulgação]

Para reduzir os custos na hora de desenvolver carros novos, as montadoras geralmente recorrem a parcerias. Quando o compartilhamento de componentes não acontece dentro de casa, elas costumam buscar parceiros inusitados do outro lado do muro. E isso resultou em carros verdadeiramente exóticos.

Nessa lista reunimos aqui cinco carros que foram criados a partir de parcerias que você talvez nunca imaginou que aconteceriam no mundo automotivo.

Chrysler e Volkswagen

Apesar de contar com a Sharan na Europa, a Volkswagen precisava de uma minivan ainda maior para o mercado norte-americano. Como um modelo localizado demais poderia ser excessivamente caro para a marca alemã, ela resolveu apelar para a grande mãe das minivans: a Chrysler.

Em 2008 foi lançada a Volkswagen Routan, que nada mais era que uma Chrysler Town & Country / Dodge Grand Caravan com visual alemão. A dianteira era bastante semelhante a do Tiguan, enquanto a traseira tinha um quê de SpaceFox inchada. Mecanicamente ela era idêntica às minivans da FCA, tanto que tinha motores V6.

Kia e Lotus

Ainda que a Lotus já tenha criado um super Chevrolet / Opel Omega, a parceria entre a montadora britânica e a Kia parecia algo tão impossível quanto um dueto entre Roberto Carlos e Jennifer Lopez. Mas as duas situações aconteceram. Quando a Lotus encerrou a produção do Elan em 1995, a Kia adquiriu os direitos de fabricação.

Assim, o Lotus Elan passou a ser vendido como Kia Elan até 1999. A única mudança feita pela marca sul-coreana foi a troca da lanterna traseira, que era reaproveitada do Renault Alpine GTA na época Lotus. Além do nome Elan, ele foi vendido como Kia Roadster na Alemanha e como Kia Vigato no Japão.

Fiat e Suzuki

Sabia que os dois primeiros SUVs da história da Fiat não eram verdadeiramente carros da marca italiana? Enquanto o Pulse e o 500X são genuinamente modelos Fiat, o Sedici e o Freemont não passavam de carros de outras marcas rebatizados. O caso do Freeomnt é conhecido pelos brasileiros por ser um Dodge Journey. Já o Sedici não veio para cá.

Nascido em 2005, o Fiat Sedici era um derivado direto do Suzuki SX4. A ideia era vender os dois modelos na Europa, mas o Suzuki passou a ser comercializado em outros países e fez mais sucesso. Tanto que a terceira geração já está em preparação, enquanto o Fiat não passou da primeira. Havia também o Lancia Pangea no projeto, mas foi descartado.

Aston Martin e Toyota

Em que mundo alguém imaginaria Toyota e Aston Martin trabalhando juntas? Mas isso aconteceu em 2011. Por culpa da lei de emissões de poluentes, as marcas tinham uma média anual a cumprir para evitar pagamento de multas altíssimas. Como os carros regulares da Aston Martin não cumpriam a tarefa, ela precisava de um carro mais ecologicamente correto.

Nessa ideia surgiu o Cygnet. Ele nada mais era que um Toyota iQ com para-choques modificados para parecer um Aston Martin. Capô, faróis e lanterna traseira eram exclusivos do Cygnet. Além disso, o interior recebia acabamento com muito couro. Mas o motor seguia um 1.3 de 98 cv: desempenho nada Aston Martin. Saiu de linha em 2013 e foi um fracasso.

Nissan e Alfa Romeo

Quando a Alfa Romeo não andava bem das pernas, decidiu pedir ajuda para a Nissan. Em 1983 a marca italiana lançou o Arna, que era um acrônimo para Alfa Romeo Nissan Autoveicoli. O modelo foi pensado para brigar com Volkswagen Golf e Lancia Delta. O Arna era derivado diretamente do Nissan Pulsar, mas com motores vindos do Alfasud.

Ele não foi muito bem sucedido, tendo pouco mais de 53 mil unidades vendidas entre 1983 e 1983. O problema estava na qualidade de construção ruim e na grande quantidade de problemas mecânicos. Até mesmo o Nissan Cherry Europe, modelo idêntico ao Arna, vendia mal com os clientes preferindo o Pulsar verdadeiramente japonês.

>>Os carros 1.0 aspirados mais caros à venda no Brasil

>>Dez carros conceito mais feios que suas versões de produção

>>Cinco carros legais da Toyota que não são vendidos no Brasil

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar