Destaque Novidades

Prestes a ser lançado, Citroën C3 2023 tem novos detalhes revelados

Websérie feita pela Stellantis para o novo Citroën C3 2023 mostra parte do desenvolvimento do hatch compacto que chega este ano
Citroën C3 2023 [divulgação]
Citroën C3 2023 [divulgação]

Lançamento mais importante da Citroën na última década, a nova geração do C3 promete ser o ponto de virada da marca francesa por aqui. Agora sob cuidados da Stellantis, o hatch compacto com ares de SUV começa a ser divulgado pelo grupo previamente ao seu lançamento.

A ideia da Citroën com o C3 2023 é posicionar ele acima dos hatches subcompactos como Fiat Mobi e Renault Kwid, mas abaixo dos compactos como Fiat Argo, Peugeot 208 e Volkswagen Polo. Para isso, ele terá 3,98 m de comprimento, enquanto a maioria dos compactos passa um pouco dos 4 metros (exceto o Hyundai HB20).

O entre-eixos será de 2,54 m, exatos 2 cm maior que o do seu primo Argo, privilegiando assim o espaço interno. Já o porta-malas será surpreendente: com 315 litros ele só não é maior que o do Renault Sandero, o hatch com maior capacidade traseira produzido no Brasil. Hoje o segundo colocado é o Toyota Yaris com 310 litros.

Motor de Argo e de 208

Para esse posicionamento intermediário e não roubar muitos clientes do Fiat Argo, o Citroën C3 2023 será equipado com dois motores diferentes. As versões de entrada virão com o 1.0 Firefly três cilindros aspirado de 75 cv e 10,7 kgfm de torque ligado a um câmbio manual de cinco marchas (que ainda não foi explicado se será Fiat ou Citroën).

Já as versões mais caras contarão com o 1.6 do Peugeot 208. Depois que passou pelo Proconve L7, o motor subiu para 120 cv e o torque agora rende 15,6 kgfm, dando um pouco mais de fôlego ao Citroën C3 2023. Esse motor terá opção manual na versão de entrada, mas a demanda maior será pela variante automática de seis marchas.

Citroën C3 2023 [divulgação]
Citroën C3 2023 [divulgação]
Ainda não ficou muito claro o motivo pelo qual a Citroën decidiu usar o motor 1.6 aspirado bastante antigo no novo C3 ao invés do 1.3 Firefly da Fiat ligado a um câmbio CVT. Essa mudança pode ficar para um segundo momento. Contudo, o hatch compacto não terá motor 1.0 turbo do Pulse, ao contrário do Peugeot 208 futuramente.

>>Citroën mata a última minivan Picasso, que já nem usava esse nome

>>5 carros que despertaram raiva dos fãs só por causa do nome

>>Oficial: Abarth Pulse é começo da nova marca da Stellantis Brasil

Sobre o autor

João Brigato

4 Comentários

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva