Curiosidades Destaque

Citroën C3: cinco carros com o mesmo nome, mas totalmente diferentes

Nova geração do Citroën C3 só chega ao Brasil no ano que vem, mas existem cinco carros no mundo com o seu nome à venda hoje
carros
Citroën C3, C3 Aircross e C3 [divulgação]

O grande problema de uma montadora quando ela padroniza o nome de seus carros com siglas e números é que, vez ou outra, é que eles se repetem. Hoje no portfólio da Citroën todo carro compacto é um C3. Prova disso é que existem cinco Citroën C3 ao redor do mundo e que são completamente diferentes uns dos outros.

Vale lembrar que somente primeira geração do Citroën C3 (2001 a 2009) manteve o mesmo design em todos os países em que foi vendido. Já a segunda (2009 a 2021) trazia diferenças para o Brasil. A família cresceu em 2009 com o lançamento da C3 Picasso. Contudo, só virou bagunça a partir de 2014.

C3 SUV

Lançado na China em 2014, o Citroën C3-XR foi o primeiro modelo com esse nome a não ser desenvolvido ou vendido fora da Europa. Ele é totalmente baseado no Peugeot 2008, mas tem estilo mais quadrado e menos ousado que o modelo da Peugeot. Tanto que a olha no teto é disfarçada por um friso cromado.

Citroën C3-XR [divulgação]
Citroën C3-XR [divulgação]
Ele passou por uma extensa mudança visual em 2019 quando adotou dianteira com faróis maiores, interior mais sofisticado e lanternas traseiras revisadas. Atualmente ele é o menor SUV da Citroën na China, visto que o C3 Aircross é chamado de C4 Aircross por lá.

C3 parte III

Enquanto o Brasil ainda achava que a segunda geração do hatch compacto era novidade, a Citroën lançou o novo C3 em 2016 na Europa. O modelo manteve a mesma plataforma, mas perdeu o estilo redondinho em favor de uma cara de hatch aventureiro. Traz estilo parecido com o do Cactus, incluindo os airbumps laterais.

Citroën C3 europeu [divulgação]
Essa mudança de estilo ajudou o Citroën C3 a ganhar mais mercado, ainda que não tenha voltado ao patamar de vendas da primeira geração. Sua ultima mudança visual aconteceu em 2020 e ele parece maior que o modelo brasileiro, mas não é. Conta com 3,99 m de comprimento, 1,74 m de largura e 1,47 m de altura.

Outro C3 SUV

Em 2017 mais um Citroën C3 se juntou à família. Com sobrenome Aircross, o modelo substituiu a C3 Picasso com uma roupagem de SUV. O modelo foi desenvolvido junto com o Opel Crossland X, quando a Opel ainda pertencia à General Motors. O modelo tem carroceria bem quadrada e volumosa.

Citroën C3 Aircross [divulgação]
Citroën C3 Aircross [divulgação]
Com 4,15 m de comprimento, 1,76 m de altura e 1,64 m de largura, o C3 Aircross tem porte bastante semelhante ao antigo Aircross vendido no Brasil. Sua última mudança visual aconteceu recentemente, em 2021. A reestilização foi leve, modificando apenas a dianteira que ganhou estilo mais moderno e agressivo.

C3 esquisito

Inegavelmente esse é o modelo mais estranho a receber o nome C3. Isso porque a Citroën já teve o Pluriel que era uma mistura de picape, hatch, conversível e cupê. O C3L foi lançado em 2020 e é a versão sedã do SUV C3-XR.

Citroën C3L [divulgação]
Citroën C3L [divulgação]
Por mais estranho que isso possa parecer, a marca francesa colocou a traseira três volumes de um sedã tradicional combinado à carroceria alta de SUV do XR. Até hoje nenhuma marca conseguiu convencer os consumidores de carros que sedãs aventureiros funcionam. Nem a Volvo com o S60 Cross Country, muito menos a Renault com o Logan CVT.

C3 meio hatch, meio SUV

Esse é a verdadeira estrela da linha de carros com nome C3, o novo modelo brasileiro/indiano. Pensado para mercados emergentes, ele é o mais moderno da família pois é o único montado sobre a plataforma CMP. O restante ainda usa a mesma base do C3 antigo. Com 1 cm a menos no comprimento em relação ao modelo europeu, ele mistura características de hatch com SUV.

carros
Citroën C3 [divulgação]
Tem carroceria mais quadrada e parruda, altura do solo elevada, capô reto e vidro pouco inclinado. Visualmente o nosso C3 e o deles se conversa, tendo os mesmos elementos em X na dianteira e grade frontal mesclada ao logotipo da Citroën. A grande diferença está no interior: o europeu parece o Cactus, enquanto o nosso tem cara de carro de baixo custo.

>>Citroën promete mais 2 carros pensados para o Brasil

>>Citroën C3 2022 quer incomodar desde Chevrolet Onix até Fiat Pulse

>>C4 Cactus X-Series estreia nova cor na Citroën por R$ 106.990

Sobre o autor

João Brigato

2 Comentários

Clique aqui para comentar