Destaque Novidades

Com até 550 cv, novo Porsche Cayenne desembarca no Brasil

Terceira geração do utilitário chega maior e mais potente; preço parte de R$ 423 mil
Porsche Cayenne Turbo (divulgação)

Passado quase um ano de sua apresentação mundial, a terceira geração do Porsche Cayenne é lançada no Brasil. O SUV alemão chega maior, mais potente e com nova plataforma e será vendido em três versões: a primeira sem nome da versão e chamada apenas de Cayenne (R$ 423 mil), a intermediária S (R$ 523 mil) e a topo de linha Turbo S (R$ 733 mil).

Debaixo do capô, o novo Cayenne terá três motores a disposição. O Cayenne “de entrada” traz um V6 3.0 biturbo de 340 cv (40 cv a mais que a geração anterior) e 45,9 kgfm de torque, enquanto o Cayenne S adota um V6 2.9 biturbo com 440 cv (20 cv a mais) e 56,1 kgfm de torque.

Porsche Cayenne Turbo (divulgação)

De acordo com a Porsche, o Cayenne “de entrada” vai de 0 a 100 km/h em 6,2 segundos (5,9s com pacote Sport Chrono) e alcança 245 km/h de máxima, sendo que a versão S cumpre a mesma prova em 5,2s (4,9s com Sport Chrono) e atinge 265 km/h de máxima.

A versão mais cara é para quem gosta de mais esportividade, já que o Cayenne Turbo  traz um V8 4.0 biturbo que entrega nada menos que 550 cv (30 cv a mais) e 78,5 kgfm de torque (acréscimo de 2 kgfm). Nessa aqui a brincadeira fica mais séria na hora de acelerar: a versão Turbo vai de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos (ou 3,9s com o pacote Sport Chrono), além de chegar aos 286 km/h. Em comum, todas as configurações do SUV são equipadas com câmbio automático Tiptronic S de oito marchas, sempre com tração integral.

Porsche Cayenne Turbo (divulgação)

Parecido com a geração anterior, o Cayenne agora é feito com base na plataforma MLB, usada em modelos como Bentley Bentayga, Lamborghini Urus, além do “irmão” Volkswagen Touareg. E essa mudança trouxe vantagens, como os 65 kg a menos na balança — e isso sendo maior, já que ficou 6,3 centímetros mais comprido, embora mantenha a distância entre-eixos de 2,89 m. O porta-malas agora tem capacidade para 770 litros, ou 100 litros a mais.

No modelo comercializado no Brasil, há no pacote rodas de 20 polegadas, faróis full-led (com opção pelo Porsche Dynamic Light System (PDLS), sistema de iluminação composto por 84 leds controlados individualmente) e central multimídia com tela de 12,3 polegadas tão intuitiva de mexer quanto um smartphone.

Porsche Cayenne (divulgação)

Já o painel de instrumentos tem um conta-giros central ladeado por duas telas de 7 polegadas. Equipamentos como assistente de visão noturna com câmera termográfica (detecta calor), alerta de ponto cego, assistente de manutenção em faixa, leitura de placas de trânsito, e assistente de estacionamento também estão inclusos no pacote.

Assim como o Panamera e o 911, o Cayenne também pode ser equipado com eixo traseiro direcional, que reduz o diâmetro de giro na cidade, deixando também o SUV mais ágil nas curvas fechadas e mais estável em alta velocidade. A suspensão a ar e o sistema de estabilização de rodagem (mudou do sistema hidráulico para elétrico) também são opcionais para o utilitário alemão.

Veja mais:

>> Novo Volkswagen Touareg: mais luxuoso e (muito) equipado

>> Lamborghini Urus: um SUV para voar baixo

>> Rival do X6, novo Audi Q8 traz visual ousado

Sobre o autor

Diego Dias

Diego Dias

Comente

Clique aqui para comentar

Encontre peças e acessórios





Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva