Avaliação Destaque Novidades

Comparativo: A35 AMG e Clubman JCW na disputa dos 306 cv

Um hatch alemão contra uma perua inglesa: A 35 AMG e Clubman JCW tem muito mais em comum do que pode parecer
A35 AMG vs. Clubman JCW [Auto+]
A35 AMG vs. Clubman JCW [Auto+]

Mercedes-Benz A35 AMG e Mini Clubman John Cooper Works (ambos já avaliados aqui no Auto+), não são os tipos de carros que você geralmente pensaria em ver juntos em um comparativo.

Eles são como schnitzel e fish and chips: pratos típicos da Alemanha e da Inglaterra, respectivamente, que de tão opostos, nunca estarão no mesmo menu de um restaurante. Mas, se parar para analisar, ambos são frituras pesadas e têm batatas acompanhando uma proteína.

Com o A35 AMG (R$ 279.990) e a Clubman JCW (R$ 269.990) é a mesma coisa: são esportivos vindos da Europa, equipados com motor 2.0 quatro cilindros turbo de 306 cv, têm tração integral e custam praticamente a mesma coisa. Ainda que o Mercedes seja um hatch tecnológico e a Mini seja uma perua retrô.

A35 AMG vs. Clubman JCW [Auto+]
A35 AMG vs. Clubman JCW [Auto+]
Origens diferentes

Para tirar o elefante da sala é preciso entender que Clubman e Classe A são para públicos completamente diferentes, mas os carros são mais parecidos do que deveriam. O A35 AMG é um hatch médio com espaço regular para os passageiros traseiros e porta-malas de 370 litros.

Já a Clubman JCW é a alternativa mais espaçosa entre os Mini, ainda que não seja tão generosa para quem senta atrás, e leva em seu porta-malas 360 litros, dez litros a menos que o Mercedes. Mas só ela tem charmosas portas duplas que se abrem como geladeira de rico e podem ser acionadas pelo movimento do pé embaixo do porta-malas.

Nesse embate fica claro que espaço interno não é o forte de nenhum dos dois: aqui é o fator diversão ao volante que conta.

Integração com as rodas

Empatados em potência, A35 AMG e Clubman John Cooper Works decidem a brincadeira em torque: são 45,8 kgfm de torque no Mini conta 40,8 kgfm de torque no Mercedes. Mas a entrega é completamente diferente. O hatch é mais violento nas arrancadas, parece mais ágil e dispara com mais força da imobilidade.

A35 AMG vs. Clubman JCW [Auto+]
A35 AMG vs. Clubman JCW [Auto+]
Já a perua tem uma linearidade mais intensa, mostrando fôlego mesmo em rotações mais altas. Na prática, o Classe A assinado pela AMG é 0,2 segundos mais rápido na prova dos 0 a 100 km/h que a perua do Mini Cooper. Boa parte disso pode ser creditada à transmissão automatizada de dupla embreagem AMG Speedshift do Mercedes.

As trocas aqui são mais rápidas e ao mesmo tempo mais suaves do que a caixa automática de oito marchas do Mini, compartilhada com modelos da BMW. É uma diferença bastante sutil na condução, mas é algo que torna a convivência com o A35 AMG na cidade um pouco mais tranquila, ao passo que na tocada mais esportiva é o câmbio da Mini JCW o mais instigante.

Megasena acumulada

Em estradas sinuosas é que os dos modelos brilham. O AMG é mais preciso, rápido e ágil nas curvas, contornando com maior compostura e uma notável habilidade de se agarrar ao solo como se fosse um bilhete premiado da loteria. Mas se o controle de tração foi desativado, espere por uma bela e controlada dança da traseira.

A Clubman JCW parece estar um pequeno degrau abaixo em dinâmica. A tração integral não é tão rápida na atuação e o controle de tração é mais intruso, resultando em curvas menos ágeis e, vez ou outra, com pneus cantando onde o A35 virou em silêncio. Ainda assim, é um carro que engole curvas com facilidade.

A35 AMG vs. Clubman JCW [Auto+]
A35 AMG vs. Clubman JCW [Auto+]
Ambos tratarão mal sua coluna por conta da suspensão verdadeiramente dura, mas é um tipo de compensação pelo comportamento exemplar em curva. No detalhe do detalhe, o Mercedes parece um pouquinho mais fácil de conviver em pisos ruins tipicamente brasileiros. Por outro lado, os bancos da Mini são bem mais confortáveis – é um jogo de ganha e perde aqui.

Rápido e mais rápido

Equipados com assistência elétrica progressiva em suas direções, o A35 AMG e a Clubman John Cooper Works têm em comum também o peso na medida certa para esse tipo de pegada esportiva a qual se propõem. A direção da Mini é mais rápida na atuação, precisando de menos giro para apontar as rodas, mas isso tem um porém.

A direção aprimorada para a versão John Cooper Works parece rápida demais para a entrega de velocidade do carro. É como se tivesse sido projetada para um esportivo com o dobro da potência que essa perua tem. É algo que requer costume para não se empolgar demais. Já o Classe A preparado pela AMG segue uma coerência maior.

A35 AMG vs. Clubman JCW [Auto+]
A35 AMG vs. Clubman JCW [Auto+]
Geração anterior

Enquanto a segunda geração da Mini Clubman foi lançada em 2015, a quarta geração do Mercedes-Benz Classe A surgiu em 2018. Ainda que sejam apenas três anos de diferença, os modelos parecem separados por muito mais quando olhamos para o interior. É como se a perua Mini estivesse em um patamar mais próximo do antigo hatch da Mercedes do que do atual.

Não que o interior da Clubman JCW seja ruim ou atrasado: ela conta com acabamento primoroso e truques de iluminação que adicionam um charme a mais ao ambiente. Os materiais usados são até mais sofisticados que os do rival em alguns casos. Só que o jogo do A35 AMG é mais alto: somente ele tem um moderno e configurável painel de instrumentos digital, enquanto ela tem um cluster analógico com computador de bordo simples.

A central multimídia também mostra grande disparidade entre os rivais. O Mercedes tem tela horizontalizada de 10,25 polegadas com bons e uteis recursos, é fácil de ser operada até por pessoas não acostumadas à tecnologia e conta com gráficos claros. Já a central da Mini é confusa de usar e tem layout cansativo.

A vantagem da Clubman John Cooper Works frente ao A35 AMG é ter Apple CarPlay sem fio e GPS embutido (ainda que seja tão difícil de usar que não valha o esforço). Já o Mercedes vem também com Android Auto (ausente no Mini) e pode ter vários comandos executados por voz, ainda que a central multimídia tenda a se intrometer no assunto alheio quando acha que estão falando com ela.

Conclusão

Mercedes-Benz A35 AMG e Mini Clubman John Cooper Works são carros de universos opostos que compartilham coincidências maiores do que o pensado. Entregam o máximo de diversão ao volante quanto possível e doses altas de luxo em embalagens pequenas.

No final das contas o A35 AMG é mais refinado ao volante, mais tecnológico e dinamicamente mais divertido, ainda que por pouco, por isso sai vencedor desse comparativo. Mas se você não quer deixar as peruas morrerem, pode escolher sem peso na consciência a Clubman JCW.

A35 AMG vs. Clubman JCW [Auto+]
A35 AMG vs. Clubman JCW [Auto+]

>>Avaliação: Mini Clubman JCW não é o tipo tradicional de perua, ainda bem

>>Avaliação: Mercedes-Benz A35 AMG combina terno, capacete e tênis

>>Cadillac deixará de seguir costume de Mercedes-Benz, BMW e Audi

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar