Destaque Especial Novidades

Confira os peso-pesados do Salão de Detroit

Mostra tem estreias de nova Chevrolet Silverado, Ram 1500 e Mercedes-Benz Classe G
Chevrolet Silverado (divulgação)

O Salão de Detroit é conhecido por ser palco de estreia de SUVs, bem como outros modelos grandes que fazem a cabeça do americano: as picapes! Para quem é fã das grandalhonas, a mostra tem como destaque a quarta geração da Chevrolet Silverado e a nova Ram 1500. Além disso, em Detroit houve também a presença de um SUV alemão de respeito: o novo Classe G.

 

Chevrolet Silverado 1500

A Chevrolet esperou o Salão de Detroit para apresentar a nova Silverado, que traz desenho um tanto mais ousado do que a geração anterior, se destacando pelas linhas retilíneas e perfil mais “musculoso”, mas mantendo a releitura dos tradicionais faróis divididos. Ela também passou por uma dieta, ficando 204 kg mais leve, isso por conta do uso de aços de alta resistência no chassi, além de alumínio em capô, portas e tampa traseira.

Assim como as concorrentes, como Ford F-150 e Ram 1500, a Silverado 1500 traz inúmeras versões com diferentes opções de configurações, que vão da básica LT até a topo de linha High Country. Há ainda dois pacotes que dão personalidades distintas aos modelos, como na versão LT Trailboss que adota o kit Z71 para aumentar a suspensão em 5cm e incluir rodas de 18 polegadas e bloqueio de diferencial traseiro. Já o pacote RST deixa a picape com estilo mais urbano e esportivo, adicionando rodas de 22 polegadas e faróis de leds.

Sem revelar detalhes de especificações técnicas, a Chevrolet afirma que estará a disposição da Silverado os motores V8 a gasolina de 5,3 e 6,2 litros, bem como o propulsor diesel 3.0. Ambos terão à disposição a transmissão automática de dez marchas, enquanto os “enormes” V8 a gasolina terão sistema de desligamento de cilindros para poupar combustível.

 

Ram 1500

A Ram também esperou o Salão de Detroit para fazer a estreia da nova geração da picape 1500, a menor da linha e com capacidade para levar uma tonelada de carga. Assim como a Silverado, a Ram 1500 perdeu peso, perdendo 100 kg na balança por conta da carroceria de alumínio e novos componentes mecânicos.

Visualmente, ela traz aparência tão bruta quanto a geração anterior, mas com um toque a mais de esportividade e sempre carregando a sua imensa quantidade de cromados — uma das suas características. O destaque fica para a nova grade, que ostenta o novo logo da Ram na parte central. Novidades também para a motorização, com motores a gasolina V6 3.6 de 305 cv e V8 5.7 de 395 cv que contam com sistema de regeneração de energia, tudo para reduzir o consumo de combustível e acrescentar torque de 12,4 kgfm (versões V6) e 18 kgfm (versões V8).

A Ram 1500 tem ainda suspensão com amortecedores adaptativos, bloqueio de diferencial traseiro, tração 4×4 e equipamentos de comodidade e segurança, como câmera de 360 graus, alerta de ponto cego, controlador de velocidade adaptativo, frenagem automática de emergência, assistente de manutenção em faixa, dentre outros.

 

Mercedes-Benz Classe G

Foram alguns teasers e modelos sendo testados camuflados mundo afora, mas agora a Mercedes revelou de vez a nova geração do Classe G, seu utilitário “raiz” produzido há 38 anos de forma ininterrupta.  Embora se trate de um novo carro, a Mercedes optou por manter as linhas praticamente idênticas do Classe G anterior, se preocupando apenas em “suavizar” o design, com para-choques mais redondos. Os faróis em leds e a grade dianteira também são novidades do SUV, idem para as medidas: são 5,3 cm a mais no comprimento e 1,21 cm na largura, deixando o modelo maior.

Mas é na cabine que estão as mudanças mais notáveis, como o novo painel (que continua reto, é verdade) que conta com duas telas digitais configuráveis de 12,3 polegadas — uma responsável pelo painel de instrumentos e outra pela central multimídia. No restante, o interior traz novas saídas de ar e inéditos padrões de acabamento, seguindo luxuoso como sempre.

Apesar de todo o luxo, ele ainda mantém suas características “off-road”, como chassi do tipo escada, três diferenciais (dianteiro, central e traseiro), trazendo como novidade a suspensão independente.

Por enquanto, a Mercedes apresentou o Classe com motor biturbo V8 4.0 de 422 cv e 62,1 kgfm de torque. Ele trabalhará junto de uma transmissão automática de nove velocidades e, claro, atrelado ao sistema de tração nas quatro rodas.

Veja mais:

>> Ford tem Ranger, Mustang Bullitt e Edge ST no Salão de Detroit

>> Maior e menos “careta”, novo Jetta é revelado em Detroit

>> Mercedes-AMG G65 Final Edition: a despedida do Classe G

Sobre o autor

Avatar

Redação

Comente

Clique aqui para comentar