Curiosidades Destaque

10 carros Matusalém: os modelos mais longevos da história

Como Matusalém, esses dez carros são conhecidos por sua longevidade e por terem vidas absurdamente longas, alguns sobrevivem até hoje
carros
Chevrolet Suburban 1936 e Chevrolet Suburban 2010 [divulgação]

Nomes são tão importantes para os carros do que a própria marca. O batismo leva consigo toda a história de um modelo e o que ele representa. Você sabe claramente, por exemplo, que Duster é um SUV e que 911 é um dos esportivos mais clássicos. E que Matusalém foi um personagem bíblico conhecido por sua vida longeva.

Mas quais são os carros que duraram tanto tempo quanto Matusalém? Nessa lista trouxemos os dez modelos que ficaram mais tempo em produção ininterrupta. Alguns deles até trocaram de batismo no meio do caminho ou tiveram nomes diferentes em diversos lugares do mundo, mas sempre foram, na essência, os mesmos carros.

Chevrolet Suburban – 87 anos

E o prêmio de carro Matusalém vai para o Chevrolet Suburban. O SUV gigantesco preferido de celebridades norte-americanas e presidentes surgiu em 1935 e ainda era conhecido como uma perua, especificamente uma Station Wagon. O Suburban só se transformou em SUV na quarta geração de 1955, mas só geração seguinte de 1960 foi vendida no Brasil (como Veraneio).

Jeep CJ / Wrangler – 79 anos

Nascido para as trincheiras da guerra, o Jeep CJ mudou de nome em 1986 para Wrangler após diversas gerações e mudanças do modelo original. A essência sempre esteve lá, ainda que o Wrangler tenha crescido muito em relação ao CJ a cada mudança de geração. Ele, porém, é um dos carros mais icônicos da história e Jeep mais importante e emblemático.

Ford Série F – 75 anos

A linha Série F da Ford representa uma batelada de carros diferentes. As caminhonetes americanas, líder de mercado até hoje, tem como sua maior representante a F-150, mas contam até com caminhões onde o número passa dos mil. Tudo começou em 1948 com a linha que ia de F-1 a F8. Mas os três dígitos só foram adotados em 1953 com a F-250, F-350 e F-500.

Volkswagen Kombi – 72 anos

A saudosa Kombosa, que retornou recentemente como ID.Buzz, nunca deixou de ser produzida. Originalmente chamada de Type-2, ela depois mudou seu nome para T1 ou Transporter. O nome é usado até hoje, mas já em sétima geração, a T7. É um dos poucos carros que qualquer pessoa na rua reconhece.

Toyota Land Cruiser – 71 anos

Se existe um Toyota mais clássico e emblemático que o Corolla, esse é o Land Cruiser. E não pense somente que é um modelo icônico da marca, mas sim um dos carros mais importantes da história. Foi vendido no Brasil como Bandeirante e há muito tempo atrás na versão curta chamada Land Cruiser Prado. Hoje, é o rei dos SUVs grandes e parrudos.

Chevrolet Corvette – 69 anos

Enquanto os demais modelos da lista são SUVs e veículos utilitários, o Chevrolet Corvette é a prova de que um esportivo pode ser longevo, se tiver a fórmula certa. Ao longo de quase 70 anos, ele sempre foi a representação americana dos supercarros. Por um período foi só conversível, depois cupê, mas sempre com motor V8. Só que agora, central-traseiro.

Mercedes-Benz Classe S – 68 anos

Ainda que oficialmente o sistema de Classes só tenha passado a ser usado oficialmente pela Mercedes-Benz em 1994, a família Classe S está de pé desde 1959. Na época, os modelos eram chamados por 220 SE, 300 SEL, 230S, entre outras nomenclaturas confusas, mas sempre com o S representando o topo do luxo dos modelos da marca alemã.

Toyota Crown – 67 anos

Mais velho que o Corolla, o Toyota Crown é um dos mais famosos e ao mesmo tempo desconhecidos carros da Toyota. Ele foi imaginado como um sedã executivo, mais luxuoso, com um toque de esportividade e quase como um antecessor do que viria a ser a Lexus. Apesar dos 67 anos de carreira, hoje o nome é usado também um SUV e em breve uma minivan.

Volkswagen Fusca – 65 anos

Volkswagen Fusca [divulgação]
Type-1, Sedan, Beetle, Käfer, Coccinelle, Bug, Fusca. Qualquer que seja o nome que o besouro da Volkswagen recebeu, ele durou exatos 65 anos ao longo de três gerações. O interessante é que alguns países, como o Brasil, adotaram o apelido como nome oficial na primeira geração. A segunda, foi globalmente conhecida como New Beelte, enquanto a terceira oficializou o apelido em cada país como o nome de batismo do modelo.

Mini Cooper – 63 anos

Tal qual o Fusca, o Mini Cooper já teve diversos nomes, mas ele foi além: foi vendido por diversas marcas diferentes que fingiam que eram outros carros. Ainda que a Mini oficialmente o chame de Hatch, todo mundo o conhece como Mini Cooper. Há 63 anos ele mantém o mesmo visual icônico e sempre será lembrado por ser o carro do Mr.Bean.

>>5 carros que despertaram raiva dos fãs só por causa do nome

>>Mais 5 carros que fracassaram feio e foram esquecidos

>>Exclusivo: Fiat lançará 6 carros novos no Brasil até o fim de 2022

Sobre o autor

João Brigato

4 Comentários

Clique aqui para comentar