Curiosidades Destaque

Efeito VW: será que os carros da Opel ficaram parecidos demais?

Antigamente muitos reclamavam que os Volkswagen eram iguais. Mas será que a Opel não segue no mesmo caminho?
Opel Astra e Mokka [divulgação]
Opel Astra e Mokka [divulgação]

Desde que a Opel se separou da GM e foi parar nas mãos da PSA (hoje Stellantis), a marca alemã tenta apagar todos os vestígios de parentesco com a Chevrolet. O tempo passou e uma nova linguagem visual foi adotada, mas o efeito Boneca Russa ficou claro. Lembra da Volkswagen há alguns anos? É basicamente isso.

Em termos de design, o efeito Boneca Russa é produzido quando os carros são parecidos demais entre si. Fazendo com que sejam apenas versões P, M e G de um determinado modelo base. Lembra como Gol, Fox e Golf ficaram parecidos demais por um tempo? Ou Jetta e Virtus que são facilmente confundidos de traseira?

O lançamento do novo Astra levantou essa pulga atrás da orelha: será que a Opel está fazendo o que um dia fez a Volkswagen? Vamos voltar no tempo para entender melhor como isso aconteceu. Em 2018, a Opel anunciou uma nova linguagem visual para os modelos que seriam a partir dali construídos sobre plataforma Peugeot Citroën.

Linguagem de design da Opel [divulgação]
Linguagem de design da Opel [divulgação]
A ideia, segundo a marca, era oferecer uma linguagem ousada e pura para os carros lançados a partir de 2020. Os elementos principais ficaram por conta dos LEDs diurnos dos faróis em forma de L deitado e o vinco central forte no capô e parte inferior da carroceria. Isso foi claramente visto no conceito GT X Experimental mostrado em agosto de 2018.

Efeito em cadeia

E foi justamente com a versão de produção do GT X Experimental que esse efeito Boneca Russa começou. A segunda geração do Mokka, ex-primo do Chevrolet Tracker, revelou o estilo ousado que a Opel tanto prometia. Os faróis retilíneos em formato de L deitado integrados à grade frontal totalmente fechada em plástico preto e o vinco central estavam todos lá.

Opel Mokka [divulgação]
Opel Mokka [divulgação]
E exatamente assim também ficou a sexta geração do hatch médio Astra apresentado nesta semana. Mokka e Astra parecem idênticos quando vistos de frente, ainda que o para-choque seja levemente diferente entre eles, assim como as proporções gerais.

Opel Astra 2022 [divulgação]
Opel Astra 2022 [divulgação]
A coisa fica ainda mais complicada quando visto de traseira. Os dois tem praticamente a mesma lanterna e vinco na parte inferior da tampa do porta-malas. Parecidos até demais, como Virtus e Jetta são.

Opel Crossland [divulgação]
Opel Crossland [divulgação]
Para dizer que esse efeito fica somente nos modelos novos, dois SUVs da marca alemã reestilizados em 2020 ficaram parecidos demais com seus irmãos. Crossland e Grandland já traziam plataforma PSA antes da Opel fazer parte do grupo. Como foi uma leve remodelação, algumas peças antigas permaneceram, por isso eles não são tão idênticos ao Astra e ao Mokka.

Opel Grandland [divulgação]
Opel Grandland [divulgação]
Contudo, o efeito Boneca Russa acontece aqui também. A diferença é que os faróis do Grandland e do Crossland não são totalmente paralelos à grade frontal como acontece nos irmãos mais novos. Algo que diminui um pouco da impressão do efeito Boneca Russa. Resta saber se os próximos lançamentos da Opel seguirão por esse caminho.

>>Novo Astra 2022 tem motor THP e nada a ver com a Chevrolet

>>Graças à Peugeot, novo Corsa já vendeu 300 mil unidades

>>Peugeot 208 vende mais que VW Polo e Renault Sandero em junho

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar