Destaque Novidades

Fábrica argentina de Hilux e SW4 se tornará a segunda maior do mundo

Fábrica da Toyota em Zárate, Argentina, se tornará segunda maior linha de montagem de Hilux e SW4 no mundo com expansão da produção
Toyota Hilux 2021 [divulgação]
Toyota Hilux [divulgação]

Líderes em seus respectivos segmentos, os irmãos Toyota Hilux e SW4 terão a produção ampliada na Argentina. O aumento no volume de unidades produzidas por ano tornará a planta de Zárate a segunda maior fabricante de Hilux e SW4 do mundo, perdendo apenas para Bangkok, na Tailândia.

Atualmente a fábrica que abastece as concessionárias brasileiras tem capacidade para produzir 140 mil unidades de Hilux e SW4 por ano. Com o aumento anunciado pela Toyota, a planta passará a fazer 167 mil unidades entre picapes e SUVs. Na Tailândia, são feitas entre 200 mil e 220 mil Hilux e SW4 (Fortuner) por ano.

Com as 27 mil unidades extras feitas por ano, a Toyota também contratou 500 novos funcionários diretamente. Além disso, mil vagas indiretas também foram criadas entre os 260 fornecedores e subfornecedores que trabalham para viabilizar a produção do SW4 e da Hilux na Argentina.

Toyota SW4 Diamond [divulgação]
Toyota SW4 Diamond [divulgação]

Brasil e além

O aumento na produção tem dois objetivos principais. O primeiro é reduzir a fila de espera pela Hilux na Argentina, que passa de um ano em caso de versões bem específicas. Além disso, visa também a exportação para o Brasil, elevando o número de unidades da picape emplacadas por mês.

O SW4 tem procura menor, mas também está com vendas em alta. Atualmente, 80% do volume de produção de Zárate é todo destinado a exportação. Ao todo, 23 países, com foco principal na América Latina, recebem unidades argentinas da picape e do SUV da Toyota. Inaugurada em 1997, a planta já produziu 1,5 milhão de carros.

Toyota Hilux 2021 [divulgação]
Toyota Hilux [divulgação]
Ainda neste ano, a Toyota começa as vendas do SW4 Diamond, recentemente revelado. Além disso, para 2022, prepara a Hilux GR Sport para a Argentina e também para o Brasil. Uma versão aventureira nos moldes de Chevrolet S10 Z71, Ford Ranger Storm e Nissan Frontier Attack também pode surgir em breve.

>>Nova picape da Toyota tem fila de espera de um ano e meio

>>Concessionária Toyota vende RAV4 a meio milhão por motivo questionável

>>Toyota SW4 Diamond chega por R$ 406.790 junto da linha 2022

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar