Destaque Novidades

Fiat Argo 2023 muda menos que o esperado, mas terá câmbio CVT

Linha 2023 do Fiat Argo marca a primeira mudança visual de fato do hatch compacto, que finalmente voltará a ter câmbio automático
Fiat Argo 2023 [reprodução]
Fiat Argo 2023 [reprodução]

A Fiat já está produzindo as unidades reestilizadas do Fiat Argo 2023 e encaminhando às concessionárias. Isso pode ser uma das justificativas pelas quais o Citroën C3 teve seu lançamento adiado novamente. Como o Argo é um dos principais modelos de volume da Stellantis no Brasil, a Fiat resolveu não arriscar na reestilização.

O Fiat Argo 2023 mudou apenas a dianteira e parte do interior. Um flagra que circula pela internet mostra que a única mudança frontal que o modelo recebeu foi no para-choque frontal. Ele é totalmente novo e traz agora parte inferior em preto, bem no estilo SUV, mas a entrada de ar agora é integrada.

Um forte frio em L dá robustez ao estilo renovado do Argo, que ainda tem nova grade frontal com elementos estilo colmeia e desenho levemente diferente de antes. A Fiat flag está do lado direito, próxima aos faróis que não mudaram. A traseira segue intacta e sem novidades para a linha 2023. Já por dentro, o Argo recebeu volante de Pulse e só.

Fiat Argo 2023 [reprodução]
Fiat Argo 2023 [reprodução]

Argo CVT

Mas a grande novidade está debaixo do capô. Desde que a Fiat aposentou o jurássico motor 1.8 E.torQ, o Argo (e seu irmão Cronos por consequência) perdeu a opção de transmissão automática no Brasil. Ele teve uma variante sem pedal de embreagem com motor 1.3 Firefly, mas era o polêmico automatizado GSR, uma versão evoluída do Dualogic.

A estrela da linha passará a ser um conjunto mecânico que estreou no Pulse e depois migrou para a Strada: o 1.3 Firefly com câmbio CVT. Recentemente atualizado por conta do Proconve L7, o motor 1.3 quatro cilindros aspirado entrega 107 cv e 13,7 kgfm de torque e sempre foi associado à transmissão manual de cinco marchas no Argo.

Fiat Pulse Drive 1.3 CVT [Auto+ / Maurício Garcia]
Fiat Pulse Drive 1.3 CVT [Auto+ / Maurício Garcia]
Para a linha 2023, tanto ele quanto o Cronos terão como opção a caixa automática CVT. Haverá ainda Argo e Cronos com motor 1.3 e câmbio manual, mas a opção CVT deverá se tornar a mais procurada da linha. O 1.0 Firefly três cilindros aspirado faz sua estreia no sedã, mirando uma substituição do Siena, enquanto no hatch se mantém como opção de entrada.

Nesse caso, são 75 cv e 10,4 kgfm de torque, mas só pareado à transmissão manual de cinco marchas. Existe pouca chance de que o Fiat Argo receba uma versão 1.0 turbo nesse momento. A Fiat deve deixar a opção turbinada para o Pulse e futuramente para o Peugeot 208.

Fiat Pulse Impetus [Auto+ / João Brigato]
Fiat Pulse Impetus [Auto+ / João Brigato]
Contudo, o Argo pode ser um dos modelos prometidos pela marca para se transformar em Abarth. Nesse caso, já pularia direto para o motor 1.3 quatro cilindros turbo de 185 cv. Esse conjunto será usado no Pulse Abarth e também em algumas versões do Fastback no Brasil.

>>Fiat Toro elétrica feita pela Volvo, essa é a nova Radar RD6

>>Cronos dobra as vendas em junho e atropela HB20S e Onix Plus

>>Fiat Pulse Drive 1.3 CVT não tem charme (e está tudo bem) | Avaliação

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar