Destaque Novidades

Fiat terá SUV subcompacto elétrico com desenho inspirado no Uno Mille

Enquanto no Brasil a Fiat trabalha no SUV do Argo, lá na Europa a marca terá um SUV elétrico inspirado no clássico Uno Mille
Fiat Centoventi [divulgação] Uno Mille escada no teto
Fiat Centoventi [divulgação]

Depois do lançamento da nova geração do 500 como modelo elétrico, a Fiat dará mais um passo em direção ao mundo sem motores a combustão. Segundo informações do FCE, a marca italiana confirmou a produção de um SUV subcompacto elétrico com baterias da chinesa BYD. O modelo terá desenho inspirado no clássico Uno Mille.

Esse novo Fiat elétrico será a versão de produção do conceito Centoventi, apresentado em 2019 no Salão de Genebra. Ele foi inspirado na primeira geração do Fiat Panda, o qual compartilha muitos elementos com o Uno Mille brasileiro.

A evidência fica ainda mais clara no sketch que abre a matéria onde o conceito traz escada no teto: um clássico meme envolvendo o Uno. A diferença é que a versão de produção será ofertada como um SUV subcompacto. Ou seja, terá suspensão elevada e plásticos pretos na parte inferior da carroceria.

Fiat Centoventi [divulgação] uno Mille
Fiat Centoventi [divulgação]

Se cuida, Kwid

A ideia é oferecer um Fiat elétrico mais barato que o 500, que tem posicionamento premium. O alvo é apontado para o Dacia Spring, versão 100% elétrica do Renault Kwid e atual carro mais barato da Europa movido a energia elétrica.

Além da aparência retrô e das dimensões diminutas (o conceito tinha 3,68 m de comprimento), ele inovará no layout de baterias. O Fiat elétrico usará sistema modular da BYD que permite montar diferentes combinações de baterias. Cada uma delas provém 100 km de autonomia e até 5 unidades podem ser usadas no carro.

Fiat Centoventi [divulgação]
Fiat Centoventi [divulgação]
Assim, a Fiat permitirá ter um hatch elétrico de entrada com pouca autonomia, mas preço baixo – afinal o mais caro de um modelo assim são justamente as baterias. Por outro lado, poderá ter um dos compactos com maior autonomia no mercado, desde que o cliente esteja disposto a pagar por isso.

Outra vantagem é que a modularidade permite que sejam instaladas novas baterias no Fiat elétrico mesmo depois que ele saiu da concessionária. Assim, depois de alguns anos de uso, se o motorista entender que precisa de mais autonomia, pode instalar um novo pack de baterias e aumentar a quilometragem que ele pode rodar com carga completa.

Fiat Centoventi [divulgação]
Fiat Centoventi [divulgação]

>>Fiat confirma novo motor turbo para o Progetto 363 / SUV do Argo

>>Cheyenne pode ser o nome da Fiat Toro da Chevrolet, não Montana

>>Nova Fiat Toro 2022: preços, versões e lista de itens de série em detalhes

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Um comentário

Clique aqui para comentar