Avaliação Destaque

Ford Bronco Sport explora bem os lados Bronco e Sport | Impressões

Lado Bronco evoca o espírito off-road e parrudo da Ford, já o Sport não é tão esperado por um SUV, mas é encontrado aqui
Ford Bronco Sport [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]

Organizando a casa com SUVs e picapes, a Ford apresentou seu mais novo cavalo no estábulo. O Bronco Sport chega para ser a alternativa off-road da marca no segmento de SUVs médios dominado pelo Jeep Compass. Posicionado acima do Ford Territory, ele será oferecido em versão única por R$ 256.900. Mas será que é suficiente contra o rei da categoria?

A Ford decidiu posicionar o Bronco Sport como um rival de Land Rover Discovery Sport, BMW X1, Mercedes-Benz GLA, Jaguar E-Pace e Audi Q3. Só esqueceu de citar o Volvo XC40 por ser híbrido. Contudo, o modelo tem porte e proposta na mira do Jeep Compass Trailhawk que custa R$ 216.990. Será que ele consegue encarar a briga no andar de cima?

Recheio pesado

Para o Brasil, a Ford criou a versão Wildtrack que traz uma combinação de itens das variantes Badlands e First Edition norte-americanas. É o Bronco Sport mais completo quanto possível. De série ele traz teto solar, alerta de ponto cego, frenagem autônoma de emergência, piloto automático adaptativo, sistema de manutenção em faixa e reconhecimento de placa.

Ford Bronco Sport [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]
Há ainda banco do motorista elétrico, aquecimento para os dois assentos dianteiros, nove airbags, farol full-LED com facho alto automático, carregamento de celular por indução, chave presencial, central multimídia com Android Auto e Apple CarPlay e sistema de som premium B&O com 10 alto falantes, subwoofer e 1000W de potência.

A lista é um pouco mais completa que a do Jeep Compass Trailhawk e também que rivais premium com preço semelhante. Para atingir tal nível de equipamentos, os preços dos rivais chegam nas alturas.

Ford Bronco Sport [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]

Lado Sport

Debaixo do capô do Ford Bronco Sport reside um motor 2.0 quatro cilindros turbo de 240 cv e 38 kgfm de torque. Os números são parecidos com o motor diesel do Compass, mas a entrega é diferente. O Bronco tem aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 8 segundos – tempo considerado de muito carro esportivo de antigamente.

Para um SUV de quase duas toneladas (1.712 kg), chegar aos 100 km/h em tão pouco tempo mostra sua vocação para acelerar bem. Ele tem entrega farta de torque e ganha velocidade sem dificuldades. A Ford fez um ótimo trabalho com a transmissão automática de oito marchas.

Ford Bronco Sport [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]
Ela é a mais suave que já experimentei em qualquer carro. Faz trocas realmente imperceptíveis, mesmo nas reduções. Basta pisar mais forte no pedal do acelerador para ela rapidamente reduzir marchas e encher o motor, tudo sem trancos. A suavidade é tamanha que parece um câmbio CVT, mas sem o revés da gritaria desse tipo de caixa.

Em curvas mais fortes, o Bronco Sport luta com sua generosa altura, mas não faz feio. O sistema de vetorização de torque e a tração nas quatro rodas acionada sobe demanda fazem com que o parrudo SUV médio se mantenha na trajetória mesmo em curvas com o pé pesado.

Ford Bronco Sport [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]

Lado Bronco

A suspensão é outro grande mérito desse bom comportamento. Ela evita que o Bronco Sport sacoleje demais e absorve com maestria as superfícies ruins do asfalto e da terra. Mesmo em chão de terra batida, típico criador de rangidos de acabamento, o SUV se mantém sereno e pouco passa das irregularidades para dentro da cabine.

Colocando o modo GOAT (Goes Over Any Terrain – vai a qualquer terreno) em ação, o Bronco Sport revela seu verdadeiro lado off-road. Ele conta com modos lama, areia, pedra, eco, sport, normal e superfícies escorregadias. Cada um deles atua de maneiras diferentes nos controles eletrônicos, direção, acelerador e câmbio.

Ford Bronco Sport [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]
Na areia, por exemplo, as marchas são seguradas por mais tempo e o controle de tração é desativado a fim de permitir que as rodas escorreguem e o Bronco Sport siga em linha reta. Na configuração de lama e pedra, uma câmera frontal exibe imagens até 20 km/h. Um ótimo auxilio visto que o capô enorme e reto do Ford bloqueia boa parte da visão.

Em trechos off-road, o SUV se mostrou verdadeiramente parrudo, vencendo sem dificuldades trechos lamacentos ou difíceis. Locais, os quais, somente um carro verdadeiramente 4×4 passaria. Assim como Jeep Wrangler se orgulha do Renegade quando ele enfrenta o off-road, o Bronco deve sim se orgulhar da performance aventureira do Bronco Sport.

Ford Bronco Sport [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]

Ambiente estrelado

Um dos destaques do Ford Bronco Sport é sua cabine. Ela tem bom acabamento, com superfícies emborrachadas e bons encaixes. Tudo no mesmo nível do Jeep Compass, que é referência na categoria. Mas ainda longe dos modelos premium que a Ford diz que ele briga.

Há plásticos duros em algumas partes da cabine e em toda forração da porta traseira. É, de fato um ótimo acabamento, mas para um modelo generalista, não premium. Destaque para a tela de ótima definição no centro do painel e para a central multimídia fácil de mexer. O visual combina elegantemente marrom com preto.

Ford Bronco Sport [divulgação]
Ford Bronco Sport [divulgação]
Os bancos são confortáveis e possuem vastidão de ajustes. É possível deixar o banco do motorista verdadeiramente baixo, quase como um hatch. Outro destaque está no porta-malas com mesinha dobrável, tomada 110V, ganchos de fixação e piso emborrachado que permite levar objetos molhados sem estragar o carro.

Veredicto

O Bronco Sport é uma luz positiva no futuro da Ford. Mecanicamente muito bem acertado, verdadeiramente parrudo para o off-road e competente para a cidade, o SUV mostra qualidade superior a modelos que antes a marca oferecia. O preço na casa dos R$ 250 mil faz pensar que a Ford poderia muito bem trazer versões 1.5 turbo para brigar com o Compass.

>>Bronco Sport: Ford vai tirar o sono do Compass diesel no Brasil?

>>Chevrolet S10 pode ter versão Z71 para brigar com Ford Ranger Storm

>>Ford revela o Evos: SUV cupê que substituirá Fusion e Mondeo

Sobre o autor

João Brigato

Um comentário

Clique aqui para comentar