Destaque Novidades

Ford EcoSport continuará na Argentina, apesar da baixa no Brasil

Ford oferecerá mais garantia para compensar o atraso nas entregas do EcoSport na Argentina
Ford EcoSport [divulgação]
Ford EcoSport [divulgação]

Sem segundas chances no Brasil, o EcoSport foi sumariamente descartado assim que sua produção encerrou por aqui. Contudo, na Argentina ele terá uma segunda chance. A Ford iniciará a importação do SUV compacto da Índia, substituindo as unidades que antes vinham do Brasil.

A mudança foi oficializada pela marca em uma carta divulgada pelo Argentina Autoblog. A mudança de nacionalidade do EcoSport também acarretou em outras alterações. O SUV deixará de ser oferecido na versão Titanium 2.0, passando a ser equipado com o mesmo motor 1.5 Dragon das demais versões.

Ele será vendido na Argentina nas versões SE manual, Titanium manual e Titanium automática. Todas equipadas com o motor tricilíndrico de 123 cv e 15,3 kgfm de torque. Vale lembrar que aqui no Brasil esse motor entregava 130 cv e 15,6 kgfm de torque por conta da conversão a flex.

Ford EcoSport [divulgação]
Ford EcoSport [divulgação]

Compensação

Para compensar a ausência do EcoSport e a troca de nacionalidade, a Ford Argentina oferecerá 5 anos de garantia. Normalmente o modelo era vendido com 3 anos de garantia. A marca ainda não informou o impacto no preço que a mudança de importação do Brasil para a Índia acarretará.

Por lá, os argentinos pagam 35% de imposto aduaneiro para carros importados de fora do Mercosul. Com isso, o SUV compacto deve encarecer. Ainda assim, a Ford espera regularizar as entregas do EcoSport entre julho e setembro. Encomendas feitas anteriormente serão agraciadas pelas unidades indianas do EcoSport.

Ford EcoSport [divulgação]
Ford EcoSport [divulgação]
Enquanto isso no Brasil, o Territory segue como o SUV mais barato da Ford no país. A marca não tem planos, ao menos por enquanto, de voltar a vender o EcoSport por aqui. Afinal, a atual geração já não vendia tão bem quanto merecia quando ele era produzido no Brasil. Importado e mais caro, teria menos chances ainda de sucesso.

>>Elétrica Ford F-150 Lightning tem maior porta-malas dianteiro do mundo

>>Ford por R$ 179.900: Territory SEL ou Ranger Black? | Comparativo

>>Territory SEL: por que o SUV é reflexo do futuro da Ford? | Avaliação

Sobre o autor

João Brigato

2 Comentários

Clique aqui para comentar