Destaque Novidades

Ford Mustang Cobra Jet é 100% elétrico e entrega 1.500 cv

Mais potente que qualquer Mustang já produzido na história, modelo de arrancada feito pela Ford anda muito rápido e não polui o meio ambiente
Ford Mustang Cobra Jet [divulgação]

De olho no futuro da eletrificação, a Ford quer provar a cada dia que um Mustang elétrico pode ser uma realidade sem abrir mão da performance. Além do SUV elétrico Mustang Mach-E, a marca norte-americana desenvolveu uma versão de arrancada do muscle-car a qual não bebe uma gota de combustível.

Batizado de Ford Mustang Cobra Jet 1400, o bólido de arrancada é equipado com quatro motores elétricos que operam a 10 mil giros por minuto. Cada motor rende 475 cv individualmente, porém a entrega nas rodas chega a cerca de 1.500 cv, segundo estimativas da Ford.

Tal cavalaria impressionante, faz desse o Mustang mais potente da história, entre os modelos feitos oficialmente pela Ford. Em uma prova de arrancada, o Cobra Jet chegou a 270 km em um quarto de milha (402 metros), cumprindo o trajeto em apenas 8,27 segundos.

É interessante notar que por conta da cavalaria extrema, os motores elétricos do Mustang Cobra Jet produzem um som bastante forte. É claro que não é tão característico e alto quanto um motor V8 gasolina que seria usado em um Mustang comum, contudo, é o suficiente para dar um pouco mais de emoção na hora da arrancada.

Vale lembrar que a Ford não possui planos de produção do  Cobra Jet. O modelo é apenas uma demonstração da tecnologia elétrica da marca e do potencial de performance que esse tipo de carro tem. Ao menos por enquanto, a única combinação entre nome do esportivo da Ford e eletricidade será por meio do SUV elétrico Mustang Mach-E que já está à venda nos Estados Unidos e na Europa. Há chances de que ele seja oferecido também no Brasil no futuro.

>>Ford Mustang mudará de geração em 2022 e deverá ficar maior

>>Ford Mustang Mach 1 chega nos próximos meses com abuso de esportividade

>>Mais Ford Ranger serão produzidas para atender alta demanda no Brasil

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar