Avaliação Destaque

Ford Mustang Mach 1 honra o legado dos muscle-cars | Impressões

Herdando diversos elementos dos Mustang mais esportivos, o Mach 1 é um Ford que beira o absurdo
Ford Mustang Mach 1 [Auto+ / João Brigato]
Ford Mustang Mach 1 [Auto+ / João Brigato]

No mundo dos muscle-cars, três ícones reinam: Chevrolet Camaro, Dodge Challenger e Ford Mustang. Deles, só o Camaro e Mustang são vendidos no Brasil. Mas não é atoa que lá nos EUA e por aqui, o líder absoluto é o Ford.

Depois de vender em 24hs todas as unidades da pré-venda, a Ford nos deixou experimentar um pouco do seu esportivo raiz. Vendido a R$ 523.950 (mais caro que os R$ 499.990 da pré-venda), ele traz mais que o Chevrolet Camaro para justificar as cifras a mais

Som dos deuses

Devo admitir a vocês que enquanto escrevia esse texto, estava sentado dentro do Mustang aguardando minha vez de gravar o vídeo que está no final da matéria. E perdi completamente a concentração no momento em que outro colega jornalista rasgava a reta do circuito Vello Cittá com o ronco do V8 do Mustang a todo vapor.

Ford Mustang Mach 1 [Auto+ / João Brigato]
Ford Mustang Mach 1 [Auto+ / João Brigato]
Nada se iguala ao barulho produzido por um motor oito cilindros em V com concepção americana. Ele é alto, grosso, encorpado e na medida para descompassar seu coração. Pega na alma de uma maneira até poética. Talvez o deus da velocidade tenha a voz de um V8.

Mas esse Coyote 5.0 de 483 cv (17 vc a mais que antes) não é só de roncar e pouco andar. O Mustang acelera e muito. A patada dos 56,7 kgfm de torque é deliciosa, te gruda no banco com um soco no estômago sem a menor cerimônia.

Ford Mustang Mach 1 [Auto+ / João Brigato]
Ford Mustang Mach 1 [Auto+ / João Brigato]

Transformação

O trabalho da Ford com o câmbio automático de dez marchas foi primoroso. Até melhor que um rival que usa exatamente a mesma transmissão. As trocas são rápidas e no tempo exato nos modos Pista e Esportivo. Em normal, ele preza pela tranquilidade e faz as mudanças sem trancos e com a rotação mais baixa, sempre jogando marcha para cima.

Impressiona a estabilidade do Mustang Mach 1 na pista. Um território não muito comum aos muscle-cars. No acerto mais esportivo (Pista), a traseira é arredia, gosta de escapar e rabeia sem dó. Já no Sport+, tem o equilíbrio certo para conseguir bons tempos e fazer curvas com vontade sem perder o controle.

Ford Mustang Mach 1 [Auto+ / João Brigato]
Ford Mustang Mach 1 [Auto+ / João Brigato]
Nessa situação, o Mustang desliza de lado controladamente somente no momento em que o motorista precisa (e deseja). Basta um pisão no acelerador para que os controles de tração e estabilidade, mesmo atuando de modo mais permissivo, para que o Ford pegue a trajetória novamente.

O Mustang Mach 1 ainda permite configurar a suspensão em diversos acertos e o escape em quatro níveis de som diferentes. Até mesmo a direção é configurável, indo de um acerto mais macio e lento até a configuração ideal para pista. Nesse caso, ele apresenta agilidade e peso extra no volante, o que garante uma tocada mais segura e apurada.

Ford Mustang Mach 1 [Auto+ / João Brigato]
Ford Mustang Mach 1 [Auto+ / João Brigato]

Refinamento

Apesar de não ser considerado um carro de luxo, o Ford Mustang surpreende pelo bom acabamento. Ele tem diversas superfícies macias ao toque, couro de qualidade nos bancos e também no volante, além de uma bela escolha de materiais na cabine. Os comandos eletrônicos na frente do câmbio, por exemplo, têm acabamento metalizado.

Há painel de instrumentos totalmente digital configurável em três modos diferentes. Além de uma central multimídia com boa resolução, mas baixa demais. Os bancos dianteiros tem ajustes elétricos para o assento, mas não para o encosto, inexplicavelmente. Pelo menos contam com aquecimento e resfriamento.

Destaque ainda para presença de piloto automático adaptativo e frenagem autônoma de emergência. Espaço atrás é praticamente nulo, mas é possível levar dois passageiros pequenos lá atrás.

Veredicto

Definitivamente o Ford Mustang Mach 1 é uma grande honra ao legado dos muscle-cars. Ele é divertido, arisco na medida certa e tem um ronco estonteante de seu V8 5.0. É mais dinâmico e centrado do que parece, além de mais refinado do que se espera da categoria. Só que já passou de meio milhão de reais e invadiu o território dos Porsche.

[Auto+ / João Brigato]
[Auto+ / João Brigato]

>>Ford Bronco Sport passa pelo primeiro aumento de preços no Brasil

>>Por que Mustang, Camaro e Eclipse se corromperam e viraram SUV?

>>Ford Mustang Mach 1 tem pré-venda esgotada em 24 horas no Brasil

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva