Destaque Novidades

Ford Ranger 2023 terá versão V6 com 405 cv

Ideia da Ford é transformar a Ranger Raptor em uma picape veloz para o asfalto e também para a terra, mas tudo isso com motor V6 a gasolina
Ford Ranger Raptor (divulgação)

A Ford não esconde de ninguém que já está cozinhando a nova geração da Ranger. Esperada para algo entre 2022 e 2023, a picape média terá uma nova versão Raptor com potência para desbancar com facilidade a Volkswagen Amarok V6. As próximas Amarok e Ranger, vale lembrar, serão frutos de um projeto compartilhado.

Segundo o Ford Authority, a nova geração da Ford Ranger Raptor trocará o motor biturbo diesel por um propulsor a gasolina. Trata-se do V6 3.0 EcoBoost turbo usado pelo Ford Explorer ST e pelo Lincoln Aviator.

Esse motor hoje entrega 405 cv e 57,3 kgfm de torque no Explorer ST. Atualmente a detentora do título de picape média mais potente do segmento é Volkswagen Amarok V6 que traz 258 cv (272 cv com função overboost) e 56,1 kgfm de torque.

Ford Ranger Storm [Auto+ / João Brigato]
Ford Ranger Storm [Auto+ / João Brigato]
Essa versão mais potente da Ranger será acompanhada pela transmissão automática de dez marchas usadas no Mustang e no Chevrolet Camaro. A proposta é oferecer uma variante rápida para o asfalto, mas também para a terra.

Por isso, a nova Ranger Raptor terá suspensão reforçada, carroceria generosamente alargada, para-choques recuados de metal com estilo mais agressivo e alguns outros toques visuais próprios.

Ford Ranger Black [Auto+ / João Brigato]
Ford Ranger Black [Auto+ / João Brigato]

Outro lado

Já as versões mundanas da Ranger devem abandonar o motor cinco cilindros 3.2 em favor e um novo quatro cilindros biturbo. O motor será mais econômico e potente que o atual propulsor usado nas versões mais caras da picape média.

Resta saber quando a Ford começará a produzir a nova Ranger na Argentina, de onde será importada para o Brasil. Ficamos na torcida pela versão Raptor, que hoje só não é oferecida no Brasil porque não consegue carregar pelo menos uma tonelada de carga na caçamba por conta de restrições causadas pela suspensão preparada para o off-road pesado.

>>Ford por R$ 179.900: Territory SEL ou Ranger Black? | Comparativo

>>Ford Ranger Black: urbana, elegante e bom custo-benefício | Avaliação

>>Ranger Storm é custo benefício para estrada e terra – Avaliação

Sobre o autor

João Brigato

3 Comentários

Clique aqui para comentar

  • O motor 2.0 BT à diesel é o Duratorq, já disponível na Ranger em outros mercados? Em relação à Ranger Raptor, acho difícil ela vingar com motor à gasolina, pois no Brasil, picapes desse porte são preferíveis com motor à diesel. A S10, por exemplo, perdeu o motor 2.5 SIDI Flex e acho que a própria Ranger perdeu o 2.5 Flex. Outras que acho que agora é só à diesel, são a Frontier e a L200 (me corrija, se eu estiver equivocado).