Destaque Mercado Novidades

Mais Ford Ranger serão produzidas para atender alta demanda no Brasil

Brasil e Argentina estão comprando mais Ford Ranger do que nunca e por isso a marca norte-americana aumentará a produção na fábrica de Pacheco
Ford Ranger Storm [divulgação]

Reestilizada no final do ano passado, a Ford Ranger tem crescido acima do esperado no mercado latino-americano. Prova disso é que a marca do oval azul vai elevar a produção da picape média só para atender à crescente demanda pela nova Ranger no Brasil e na Argentina.

A abertura do segundo turno de produção da fábrica de Pacheco, Argentina, resultará em novas 234 Ranger fabricadas por dia. Segundo a Ford, é um volume 6% maior que o que ela fazia antes mesmo da pandemia.

Já comparado à quantidade de Ranger fabricadas a partir da reabertura da fábrica ocorrida em 20 de maio, o novo volume de produção será o dobro. Cada vez mais próxima de Chevrolet S10 e Toyota Hilux, vez ou outra as ultrapassando, será o novo volume de vendas da Ranger suficiente para coloca-la na liderança do segmento de caminhonetes médias?

Para iniciar o segundo turno de produção na planta, a Ford Argentina vai contratar 220 novos funcionários em regime temporário. Eles vão cobrir as vagas de empregados com mais de 60 anos e fatores de risco à saúde, que atualmente estão em licença compulsória devido à pandemia.

A Ranger produzida na Fábrica de Pacheco abastece os mercados latino-americanos. Segundo a Ford, atualmente mais de 70% da linha é exportada para o Brasil, México, Chile, Colômbia e Peru, entre outros.

>>Se Ranger não tivesse morrido, Ford Bronco seria assim nos anos 2000

>>Ford Territory tem todas as unidades de pré-venda esgotadas no Brasil

>>Ford prepara SUV rival para o Hyundai Creta com plataforma indiana

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva