Destaque Novidades

Ford Territory encarará somente versões mais caras do Jeep Compass

Ford Territory chega em duas versões recheadas de equipamentos com preços entre R$ 165.900 e R$ 187.900
Ford Territory
Ford Territory versão Titanium custa R$ 187,9 mil/Vagner Aquino

Primeiro passo da ofensiva de novos SUVs da Ford no Brasil, o Territory vem diretamente da China para encarar o Jeep Compass, o rei do segmento de SUVs médios no Brasil. Disponível em duas versões, ele custará entre R$ 165.900 e R$ 187.900, valores que o colocam frente às variantes mais caras do SUV da FCA/Stellantis.

Produzido em Xiaolan, China, junto do SUV da Ranger, o Everest, e a linha comercial Transit e Tourneo, o novo Territory é um projeto derivado do JMC Yusheng S330. Para chegar ao mercado brasileiro, a Ford afirma que o modelo passou por “mais de 2.200 horas de testes de validação e durabilidade, além de 300 horas de desmontagem e análise”.

Preços e versões

Dentro do portfólio da Ford, o Territory se posiciona entre EcoSport e Edge, tomando o lugar que já foi do sedã grande Fusion, recentemente aposentado. A versão de entrada SEL de R$ 165.900 mira no Jeep Compass Limited Flex de R$ 153.990, enquanto o Territory Titanium de R$ 187.900 pega o Compass Limited Diesel de R$ 189.990.

Desde o modelo mais barato, o Territory conta com rodas de liga leve de 17 polegadas, faróis e lanternas full-LED, teto solar panorâmico, interior com revestimento de couro, central multimídia de 10,1 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay (sem fio), seis airbags, partida sem chave e monitoramento de pressão dos pneus.

O Ford Territory SEL ainda traz controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, câmera e sensor de ré, freio a disco nas quatro rodas e aplicativo FordPass no celular capaz de travar e destravar o SUV, ligar o motor, controlar o ar-condicionado, entre outras funções.

Ford Territory
Ford Territory/Vagner Aquino

A versão topo de linha Titanium justifica os R$ 22 mil a mais ao adicionar rodas de liga leve de 18 polegadas, teto pintado em preto, maçanetas cromadas, retrovisores com luz de aproximação e rebatimento elétrico, interior com revestimento em couro bege, bancos dianteiros com aquecimento e resfriamento, além de ajuste elétrico.

O volante ganha ajuste de profundidade, há também luz ambiente configurável em sete tonalidades, painel de instrumentos totalmente digital, piloto automático adaptativo, frenagem autônoma de emergência, monitoramento de ponto cego, alerta de mudança de faixa e estacionamento automático.

A lista de itens de série do Territory Titanium ainda acrescenta faróis com acendimento automático, sensor de estacionamento dianteiro, sistema de som com oito alto-falantes e câmeras 360°.

EcoBoost que não é EcoBoost

Apesar de carregar o nome EcoBoost em sua traseira, o motor 1.5 quatro cilindros turbo não faz parte da família de propulsores que a Ford usa na Europa e EUA. O motor é de origem Mitsubishi e entrega saudáveis 150 cv e 22,9 kgfm de torque – números bastante próximos ao do seu rival VW Tiguan com motor 1.4 turbo de 150 cv e 25,5 kgfm de torque.

Segundo a Ford, com peso de 1.632 kg, o Territory acelera de 0 a 100 km/h em 11,8 s. Além disso, faz 9,2 km/l na cidade e 10 km/l na estrada, o que dá um consumo combinado de 9,6 km/l. Vale lembrar que o motor é movido apenas a gasolina, não sendo flex como outros modelos da marca.

A transmissão é do tipo CVT com simulação de oito marchas. A Ford ressalta que “a sua calibração foi otimizada para o estilo de condução dos brasileiros, com respostas mais rápidas que favorecem a performance”.

Condições de lançamento

Durante a pré-venda, que vai de 7 a 31 de agosto, os 250 primeiros clientes que comprarem o Territory Titanium vão receber gratuitamente as três primeiras revisões e um ano de seguro pago pela Ford, além de ter o veículo entregue em casa e desinfetado com o serviço Ford Clean. O valor para a efetivação da reserva é de R$5.000.

A Ford vai disponibilizar também planos e taxas especiais de financiamento, que incluem parcelas pela metade até 2022. Nesse caso, o cliente paga parcelas de R$1.631 até fevereiro de 2022, seguidas de 32 parcelas de R$3.263, e ainda tem 90 dias de carência para o primeiro pagamento. A taxa de juros nesse plano é de 1,15%, com entrada de 50%.

Outra opção é o financiamento em 18 parcelas de R$5.620, com a taxa especial de 0,79%. O cliente ainda tem 30 dias para pagar a primeira parcela e a entrada é de 50%.

A Ford oferece ainda a possibilidade de o cliente blindar o veículo e incluir o seu valor no financiamento. O serviço é feito pela Leandrini Blindagens, blindadora premium homologada, preservando a garantia original do veículo. A blindagem nível 3-A, com vidros AGP B33, inclui cinco anos de garantia para o material de blindagem (aço, manta e vidros).

>>Último Ford Fusion é fabricado para dar lugar ao Bronco Sport

>>Ford Bronco já tem 230 mil reservas feitas em duas semanas

>>Projeção: Ford Maverick 2021 será a tão desejada rival da Fiat Toro

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar