Curiosidades Destaque

Haval: quem é a Jeep da China que em breve estará no Brasil?

Nascida como submarca da Great Wall, a Haval é a maior fabricante de SUVs da China e agora está de malas prontas para o Brasil
Haval H6 [divulgação]
Haval H6 [divulgação]

No continente americano, quando se pensa em SUV, a Jeep é a marca que vem à mente. Já na Europa, esse papel é da Land Rover. Mas na China, o sinônimo de SUV é a marca Haval. De malas prontas para chegar ao Brasil, inclusive com produção nacional, a divisão de utilitários da Great Wall é a Jeep da China.

A Haval não era uma marca a princípio. Tudo começou em 2005 com o Great Wall Haval e a linha se expandiu. Durante dez anos, os SUVs da Great Wall eram vendidos com o nome Haval, seguido por uma sigla. Era algo como a DS fazia no princípio, quando era uma submarca dentro da Citroën com os modelos Citroën DS3, Citroën DS4 e Citroën DS5.

Contudo, lá na China, era extremamente comum a criação de diversas submarcas dentro de uma mesma montadora há alguns anos. Na época, a Great Wall também vendia seus sedãs e hatches com a divisão Voleex, enquanto picapes recebiam o logo Wingle.

Haval Jolion [divulgação]
Haval Jolion [divulgação]
Só que a estratégia com os SUVs deu tão certo que hoje a Haval é a maior marca do grupo, o que fez com que carros com a marca Great Wall oficialmente deixassem de ser vendidos oficialmente a partir de 2020. A decisão de separar os SUVs da Great Wall aconteceu em 2013.

A submarca havia vendido 280 mil unidades no ano anterior e o Great Wall Haval H6 tomou o título de SUV mais vendido de toda a China.  O crescimento da divisão como um todo havia sido de 71% em um ano, o que incentivou a separação. Assim, no Salão de Guangzhou em novembro de 2013, a Haval se lançou como uma marca.

Haval F7X [divugação]
Haval F7X [divugação]

Tipo Whisky

Ao longo dos anos, a Haval lançou uma batelada de SUVs no mercado. Mas o grande destaque foi há alguns anos quando ela contava com variantes diferentes de seus modelos. O logotipo da marca, a princípio, era vermelho. Mas podia mudar de acordo com o carro em que era vendido.

Assim surgiram os Blue Label e os Red Label. Basicamente todo SUV da marca possuía duas dianteiras diferentes e pequenas alterações em rodas e na traseira. Os modelos mais tradicionais, feitos para um público conservador, eram os Blue Label (logo azul). Já os Red Label (logo vermelho) tinham estilo mais esportivo, voltado aos jovens.

Haval Chitu [divulgação]
Haval Chitu [divulgação]

Família H

A prática de ter dois SUVs praticamente idênticos separados apenas por uma dianteira modificada caiu por terra quando a Haval decidiu adotar o logotipo preto para todos os SUVs. A linha foi racionalizada, diversos SUVs antigos saíram de linha ou foram modificados.

Ainda assim, o portfólio de modelos da Haval é grande. Ele hoje é composto por 12 SUVs totalmente diferentes, enquanto a Jeep tem, globalmente, 11 modelos. A divisão dos modelos é composta por basicamente três linhas. Os modelos H, mais clássicos e com estilo SUV padrão.

Haval H2 [divulgação]
Haval H2 [divulgação]
A família é aberta pelo SUV compacto H2, que tem porte de Jeep Renegade. No patamar dos médios, o H4 recentemente recebeu uma versão Pro com mais tecnologia e itens de sofisticação.

Com porte de Chevrolet Trailblazer e Toyota SW4, além de construção de chassi sob carroceria, o Haval H5 é o modelo mais velho da marca ainda em produção, tanto que já foi vendido como Great Wall. O estilo é evidentemente datado e há um certo tempo não recebe mudanças. Nem mesmo adequado à linguagem visual antiga da marca chinesa ele está.

Haval H9 [divulgação]
Haval H9 [divulgação]
De olho no mercado de SUVs grandes de sete lugares, o Haval H7 só perde em porte dentro da marca para o Haval H9. O maior modelo da fabricante chinesa tem jeitão de SUV clássico, como o Mitsubishi Pajero Full, além de tamanho bastante semelhante.

Mas o destaque da linha vai para o Haval H6. Ele é vendido em duas gerações simultaneamente ao redor do mundo (tal qual o Hyundai Tucson). Ele tem porte intermediário entre os SUVs médios e os grandes, ficando na casa dos 4,60 m de comprimento. É o utilitário esportivo mais vendido da China.

Haval F5 [divulgação]
Haval F5 [divulgação]

Segundo time

Os Haval da linha F têm visual esportivo e, em dois casos, carroceria cupê. Eles são baseados nos modelos da marca Wey, a divisão de luxo da Haval. O F5 é o modelo de entrada, tem carroceria cupê com porte de Jeep Compass. Já o F7, maior que um Honda CR-V, tem carroceria regular ou cupê, esse chamado de Haval F7X.

O Jolion, que é o segundo Haval a não adotar uma sigla. Ele é o mais recente lançamento da marca, tem porte de Peugeot 3008, visual elegante e interior bastante moderno. O motor é um 1.5 quatro cilindros turbo ligado a uma transmissão manual de seis marchas ou dupla embreagem com sete velocidades.

Haval Big Dog [divulgação]
Haval Big Dog [divulgação]
Primeiro a quebrar essa regra de nomes foi o Haval Big Dog. O SUV quadradão com estilo retrô durará pouco tempo dentro da marca, visto que a Great Wall pretende criar uma terceira marca de SUVs a partir do Big Dog. Há ainda outro SUV sem sigla, o Chitu, que também tem porte de Compass como o Jolion, mas tem traseira diferente, quase como um cupê.

Já o M6 está mais para uma minivan com jeitão de SUV.  Com 4,64 m de comprimento, é um pouco menor que o CAOA Chery Tiggo 8 e que o Volkswagen Tiguan. Contudo, ao contrário desses modelos, o Haval M6 carrega apenas cinco pessoas.

>>Great Wall compra fábrica da Mercedes e chegará com 3 SUVs e picape

>>Chinesa Great Wall quer fabricar carros elétricos no Brasil

>>Primo do Jeep Renegade, Fiat 500X ganha versão (quase) conversível

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva