Destaque Novidades

“Híbrido leve”, Mercedes Classe C EQ Boost chega no Brasil

Linha 2019 do sedã traz motor elétrico de 48 volts em nova versão
Mercedes Classe C (Auto+)

A Mercedes anunciou nessa semana a linha 2019 do Classe C, o sedã mais vendido da marca no mundo e também no Brasil. A principal novidade é a chegada da versão EQ Boost, que traz um motor elétrico auxiliar, fazendo do modelo um híbrido leve.

Produzido em Iracemápolis (SP), o Classe C 2019 tem preço a partir de R$ 187.900 e será vendido em quatro versões a partir de novembro.

Antes de falar do novo motor, vamos destacar o que pouco mudou no visual do Classe C. Para começar, dá pra notar os novos faróis full led, que deixaram o sedã com um estilo semelhante ao do CLS, trazendo ainda novos para-choques, rodas e lanternas com novo arranjo interno que, quando acesas, remetem a uma letra “C” ao contrário.

Mercedes Classe C (divulgação)

Na cabine, a novidade fica para o novo painel digital configurável de 12,3 polegadas e a central multimídia com tela de 10,2” destacada no painel, que possui suporte a Apple CarPlay e Android Auto. Novidades também para o revestimento interno, sendo preto brilhante na versão Avantgarde, madeira marrom na Exclusive e de madeira cinza na topo Sport.

Mercedes Classe C (divulgação)

No total, são vendidas quatro versões: C 180 Avantgarde, C 180 Exclusive (com estrela sobre o capô e visual mais clássico), a inédita C 200 EQ Boost e a esportiva C 300 Sport. As três primeiras versões contam com rodas de 17 polegadas (com desenho diferente entre si), enquanto a topo de linha traz rodas maiores de 18 polegadas.

Mas o destaque com certeza vai para a nova motorização do Classe C, que na versão EQBoost conta com um propulsor 1.5 turbo de 183 cv e 28,5 kgfm de torque, que ganha o reforço de 14 cv e 16,3 kgfm vindos de um motor elétrico de 48 volts. A transmissão é automática de nove marchas, sempre com tração dianteira.

Mercedes Classe C (divulgação)

O sistema elétrico de 48 volts dá uma força extra ao sedã antes da pressão do turbo “entrar em ação”, principalmente nas arrancadas e retomadas. Além disso, ele também tem seu compromisso com a economia de combustível, sendo 10% mais econômico que a versão 1.6 turbo. Bacana também é que toda a energia da frenagem vira energia elétrica para abastecer a bateria.

Destaque também para o sistema roda-livre, que desliga o motor no momento que o motorista tira o pé do acelerador em estradas planas e com descidas, o que favorece o consumo. Assim que o motorista pisa no acelerador, o motor é religado automaticamente. Falando da versão C 300 Sport, o motor 2.0 turbo passou de 245 cv para 258 cv, com o torque se mantendo em 37,7 kgfm. Abaixo, veja os preços

C 180 Avantgarde: R$ 187.900

C 180 Exclusive: R$ 188.900

C 200 EQBoost: R$ 228.900

C 300 Sport: R$ 259.900

Veja mais:

>> Mercedes Classe C muda pouco, mas ganha painel digital

>> BMW Série 3 estreia 7ª geração no Salão de Paris

>> Audi A4 ganha edição limitada no Brasil

Sobre o autor

Diego Dias

Diego Dias

Comente

Clique aqui para comentar

Encontre peças e acessórios





Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva

Instagram

Jocar