Destaque Novidades

Honda City é o primeiro compacto a só ter versões acima de R$ 100 mil

Escalada de preços dos carros no Brasil fez com que o Honda City se torne o primeiro compacto sempre acima de R$ 100 mil
Honda City 2022 [divulgação]
Honda City 2022 [divulgação]

Se em um passado não muito distante os R$ 100 mil eram território de modelos médios e dos SUVs compactos, agora os carros tidos populares também estão lá. Hatches e sedãs compactos, em sua grande maioria, tem pelo menos uma versão acima dos seis dígitos. Mas o Honda City é o primeiro a estar por completo nesse patamar.

Lançado em três versões, a nova geração começa em R$ 108.300 na versão EX e vai até R$ 123.100 na Touring, tendo o EXL de R$ 114.700 como intermediário. Vale lembrar que esses são os valores para o sedã, já que o hatch não teve sua tabela divulgada ainda. Mas como um carro compacto chegou a esse patamar?

Os primeiros modelos compactos a romper a barreira dos R$ 100 mil foram os Volkswagen Polo e Virtus. Especificamente em janeiro de 2020 quando as versões GTS foram lançadas. Naquela época o Polo GTS estreou por R$ 99.470, mas bastava optar por qualquer outra cor além do preto que o preço ia para os seis dígitos.

Honda City 2022 [divulgação]
Honda City 2022 [divulgação]
Já o Virtus GTS debutou por R$ 103.440, ou seja, já acima da barreira imaginária. Dali em diante foi questão de tempo para todos os outros modelos da categoria terem ao menos uma versão lá nos R$ 100 mil. Hoje, apenas Fiat Mobi, Renault Kwid, Sandero e Logan, além do Hyundai HB20 não tem uma versão nessa colocação.

Mas ainda assim, alguns de seus derivados não escapam. O Hyundai HB20S, versão sedã do hatch compacto, sai por R$ 101.090 na versão topo de linha Platinum Plus. Já o Renault Stepway, vendido como um modelo à parte do Sandero, mas ainda assim sua versão aventureira, custa R$ 102.490 na topo de linha Iconic CVT.

Honda City 2022 [divulgação]
Honda City 2022 [divulgação]

Mais de um

O caso de Volkswagen Virtus e Nissan Versa é ainda mais evidente: somente as versões de entrada mais básicas (Sense no Versa e MSI no Virtus) que não estão acima de R$ 100 mil. Até mesmo Volkswagen Saveiro e Fiat Strada, modelos voltados para o trabalho, chegam a esse patamar em suas versões de topo.

Fica evidente que no mercado brasileiro, mesmo modelos compactos populares, já tornaram os R$ 100 mil o novo patamar de preço para a variante mais completa. Contudo, não se lamente que o Honda City é o primeiro a ficar acima desse patamar em toda as versões, isso será, infelizmente, uma tendência para o próximo ano.

>>Honda City 2022 e City Hatch: preços, versões e equipamentos

>>Honda WR-V vai sair de linha junto de Civic e Fit no Brasil

>>CAOA Chery Tiggo 8: finalmente dá para dizer sim | Avaliação

Sobre o autor

João Brigato

2 Comentários

Clique aqui para comentar