Destaque Novidades

Honda City 2021 híbrido tem torque de Polo GTS e consumo de Kwid

Prestes a ser lançado no Brasil, novo Honda City recebeu uma inédita versão híbrida na Malásia
Honda City 2021 [divulgação]
Honda City 2021 [divulgação]

Desde que a quarta geração do Honda Fit foi lançada com foco na eletrificação, era questão de tempo até que o sedã compacto City se tornasse também um híbrido. Afinal, apesar de serem muito diferentes no visual, eles compartilham plataforma e diversos componentes mecânico, incluindo as novas gerações que serão lançadas no Brasil em 2021.

Lançado na Malásia, o Honda City híbrido adota o nome RS i-MMD para designar sua versão eletrificada. Debaixo do capô mora um motor 1.5 quatro cilindros i-VTEC de ciclo Atkinson com 98 e 12,9 kgfm de torque, algo que não parece muito, visto que muitos carros 1.0 três cilindros não estão muito longe desses números.

Contudo, o truque do novo Honda City híbrido está no par de motores elétricos instalados na dianteira do sedã que juntos adicionam 109 cv ao conjunto total. A Honda não divulgou a potência combinada, mas garante torque de 25,8 kgfm de torque, praticamente o mesmo número do esportivo VW Polo GTS que tem motor 1.4 TSI turbo de 150 cv e 25,5 kgfm.

Consumo na casa dos 30 km/l

A vantagem do City 2021 híbrido está no consumo baixo de combustível. Dados do modelo eletrificado vendido na Malásia ainda não foram divulgados, porém seu irmão Fit vendido na Europa com o mesmo conjunto mecânico chega a 27,7 km/l.

Como sedãs geralmente tem consumo melhor do que os hatches, os números do City híbrido são animadores e podem chegar à casa dos 30 km/l, dependendo do acerto que a Honda fizer para o sedã compacto.

Honda City 2021 [divulgação]
Honda City 2021 [divulgação]
No caso do City híbrido, o nome RS i-MMD vem acompanhado de um pacote visual esportivo. O Honda City RS agrega grade frontal em preto brilhante, coloração repetida em retrovisores, detalhes dos para-choques e no aerofólio traseiro. Por dentro ele ainda recebe detalhes em vermelho.

Junto ao motor eletrificado, o City 2021 traz nova transmissão CVT com relação de marchas que privilegia o consumo baixo de combustível. As versões não híbridas também terão uma nova transmissão CVT quando chegarem ao Brasil.

Novo City no Brasil

No caso do Honda City 2021 brasileiro, há chances de que ele ganhe um novo motor 1.0 três cilindros turbo na versão Touring. O atual motor 1.5 quatro cilindros aspirado passará por mudanças importantes para ficar mais econômico e potente. Mas é pouco provável que a versão híbrida seja oferecida por aqui.

>>Hyundai Elantra parte para cima do Honda Civic Si com versão N Line

>>Honda City tem patentes registradas no INPI

>>Vídeo: Honda lança propaganda do Civic feita direto de casa

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar