Destaque Novidades

Honda Civic Si chega no Brasil em 2018

Modelo será vendido na versão cupê, com motor 1.5 turbo de 208 cv
Honda Civic Si (divulgação)

A Honda confirmou o retorno do Civic Si ao Brasil para 2018. Vendido anteriormente na versão sedã com produção local e, num segundo momento, como cupê importado, o esportivo continuará na nova geração com carroceria cupê — mas dessa vez com motor turbo.

Como destaque, o novo Civic Si oferecerá pela primeira vez um motor turbo, o mesmo 1.5 do Civic Touring, mas devidamente recalibrado para gerar 208 cv e 26,5 kgfm de torque — disponível desde 2.300 rpm e mantido em 70% da faixa de rotação do motor, afirma a fabricante. Mas não pense que ele virá com a caixa CVT do sedã: a Honda quis agradar os entusiastas e venderá o modelo apenas com câmbio manual de seis marchas. Seu alvo? Novamente o Volkswagen Golf GTI, que tem 220 cv e 35,7 kgfm.

Além dessas especificações, o cupê traz direção elétrica adaptativa, suspensão com amortecedores adaptativos, molas mais firmes, barras estabilizadoras mais rígidas (30% a mais na dianteira e 60% a mais na traseira), buchas sólidas na dianteira e traseira, além de braços de controle ultra rígidos na dianteira. Detalhe: componentes oriundos da versão endiabrada Civic Type R.

O Civic Si tem ainda diferencial de deslizamento limitado, rodas de liga leve de 18 polegadas calçadas com pneus 235/40 e discos de freios de 12,3 polegadas. Visualmente, o modelo garante a “cara de poucos amigos” pelo perfil esguio e cheio de vincos, grade dianteira preta, asa traseira, lanterna interligada por barra de led e o escapamento central em formato poligonal.

Honda Civic Si (divulgação)

A cabine é mais contida, trazendo bancos esportivos com costuras vermelhas e logotipos da versão. A costura vermelha aparece também nas portas, volante e na coifa do câmbio, que conta com alavanca em alumínio. Por fim, o cupê mantém a aura esportiva com a iluminação vermelha do painel, pedais de alumínio e friso do painel de instrumentos com acabamento que imita fibra de carbono.

Segundo a Honda, o esportivo herdará itens de conveniência do sedã, como freio de estacionamento eletrônico, ar-condicionado digital de duas zonas, sensor de chuva, sistema de áudio com 10 alto-falantes e central multimídia com tela de 7 polegadas e suporte a Apple CarPlay e Android Auto.

Veja mais:

>> Honda completa 20 anos de operação no Brasil

>> Honda Fit 2018 ganha reestilização e ESP

>> Hyundai i30 N: novo rival para o Golf GTI

Sobre o autor

Diego Dias

Comente

Clique aqui para comentar