Destaque Novidades

Honda CR-V chega com motor 1.5 turbo do Civic

SUV desembarca por aqui em versão única e preço de R$ 179.900
Honda CR-V (Auto+)

A Honda lançou no Brasil o novo CR-V, que começa chegar às lojas na próxima semana. O SUV chega mais equipado e com visual ousado, mas com uma má notícia: ele será o modelo mais caro da marca japonesa vendido no país, chegando em versão única Touring por R$ 179.900. Ele é mais caro até que o Accord (R$ 162.500), antigo detentor desse posto, e o esportivo Civic Si (R$ 159.900)

Importado dos Estados unidos, o novo CR-V é montado sobre a mesma plataforma do Civic e Accord de décima geração (ainda não à venda por aqui), o que ajudou a deixar o utilitário mais espaçoso. Houve aumento de 5,3 cm no espaço para pernas no banco traseiro, enquanto o compartimento total de carga, com os bancos abaixados, ficou 25 cm cm maior.

Honda CR-V (Auto+)

Com visual mais moderno e menos conservador, o CR-V de quinta geração se destaca pela grade dianteira cromada integrada ao desenho dos faróis — com iluminação full-led. A traseira abandonou o estilo de Volvo XC60 da geração anterior, enquanto a lateral ganhou um vinco mais ressaltado. São novidades ainda rodas de 18 polegadas e a grade dianteira com sistema de fechamento ativo — que melhora o arrasto aerodinâmico do veículo (reduzindo o consumo de combustível).

Por dentro, o novo CR-V deixou um pouco de lado o estilo “minivan” por conta do desenho painel com linhas mais horizontais, trazendo central multimídia com tela central destacada, painel de instrumentos digital e sistema head-up display que projeta informações em um visor transparente (que sobe na hora da partida). O câmbio em posição elevada continua.

Honda CR-V (divulgação)

É novidade também para o SUV o motor 1.5 turbo herdado do Civic Touring, que no utilitário gera 190 cv e 24,7 kgfm de torque (disponível desde 2.000 rpm). Esse conjunto mecânico trabalha junto do novo câmbio automático CVT e tração integral, que pode enviar até 40% do torque para as rodas traseiras. Outra mudança foi o aumento no vão livre em relação ao solo, que ganhou 3,8 cm e passou a 20,8 cm.

Entre os equipamentos, o SUV traz partida elétrica remota do motor, ar-condicionado digital com duas zonas (com saídas de ar traseiras), freio de estacionamento elétrico (com sistema que segura o carro em paradas sem que o motorista precise pisar no freio), entradas USB na traseira, bancos dianteiros com ajuste elétrico (com memória para o do motorista) e teto solar elétrico.

Honda CR-V (divulgação)

Há ainda tampa do porta-malas com abertura ou fechamento automático, multimídia com tela de 7 polegadas com GPS e suporte à Apple CarPlay e Android Auto, sistema de som de 180w com oito alto-falantes e quatro tweeters, painel com tela TFT configurável de alta resolução, alerta de fadiga do motorista, câmera de pontos cegos, lanternas de led e faróis com iluminação total em led (incluindo os de neblina).

A concorrência do CR-V será pesada: tem Jeep Compass, Hyundai Tucson e ix35, Chevrolet Equinox, Kia Sportage, entre outros. Resta saber se o preço de R$ 179.900 será um impeditivo para ele deslanchar nas vendas.

Veja mais:

>> Avaliamos o Chevrolet Equinox, um SUV com fôlego de sobra

>> Com sete lugares, Peugeot 5008 é lançado no Brasil

>> Tarek será o rival da Volkswagen para o Compass 

Sobre o autor

Avatar

Redação

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva

Encontre peças e acessórios