Destaque Novidades

Honda quer CR-V, Accord elétricos e NSX na cola do Porsche Taycan

Além do esportivo NSX que mira o Porsche Taycan, marca japonesa também pensa em eletrificar o sedã Accord e o SUV médio CR-V
Honda Accord [divulgação]
Honda Accord [divulgação]

Depois de muito relutar para a eletrificação total de sua linha, a Honda pretende dar largos passos em direção a esse mundo sem combustível. Além do hatch compacto elétrico Honda e, a marca japonesa pretende colocar três clássicos modelos na tomada: NSX, CR-V e Accord.

Segundo o site japonês Bestcar, a ideia é que as próximas gerações do SUV médio CR-V e do sedã médio-grande Accord sejam movidas totalmente a baterias. Ambos são modelos globais e que vendem muito bem em suas atuais configurações a gasolina ou híbrida.

Honda e [divulgação]
Honda e [divulgação]
Torna-los totalmente elétricos pode restringir o público em alguns países, mas o mercado tem apontado cada vez mais nessa direção. Enquanto algumas marcas como Volkswagen e Mercedes-Benz separam seus elétricos em linhas independentes (ID e EQ), a Honda parece apontar para outra direção.

Rumores apontam que Accord e CR-V não terão mais versões a combustão somente, ao contrário do que faz a Peugeot com o 208 oferecendo os dois tipos de motorização em um mesmo modelo. Além disso, eles seriam os primeiros frutos da parceria Honda e GM.

Honda CR-V [divulgação]
Honda CR-V [divulgação]
A controladora da Chevrolet e a marca japonesa haviam assinado um acordo de cooperação para criação de plataformas e tecnologias para carros elétricos. E é justamente desse namoro que pode sair a base para os próximos Accord e CR-V 100% elétricos.

Cuidado Porsche Taycan

Além da dupla de elétricos mais pacata, a Honda também tem planos ambiciosos entre os esportivos. O plano aqui é transformar o superesportivo NSX em um rival direto do Porsche Taycan (veja vídeo completo).

Honda NSX [divulgação]
Honda NSX [divulgação]
A Honda não quer um carro absurdamente rápido como Tesla Roadster e Rumac C_Two, mas sim um esportivo de verdade que é movido por baterias. Apesar de mirar no Taycan, o NSX elétrico manterá a carroceria cupê de duas portas.

É notável o fato de que o NSX nasceu como um esportivo clássico com motor naturalmente aspirado na primeira geração (e desenvolvido com ajuda de Ayrton Senna), evoluiu para um híbrido com motor turbo na segunda geração e se tornará totalmente elétrico na terceira.

>>Comparativo: 208 Griffe e WR-V EXL valem R$ 95 mil?

>>Avaliação: WR-V é um Fit com complexo de HR-V

>>Note, o Honda Fit da Nissan, ganha nova geração com eletrificação

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar