Avaliação Destaque

CAOA Chery Tiggo 3X não é um Tiggo 2 requentado | Impressões

Apesar de muito parecidos, Tiggo 3X e Tiggo 2 são dois CAOA Chery completamente diferentes na hora de dirigir
CAOA Chery Tiggo 3X [Auto+ / João Brigato]
CAOA Chery Tiggo 3X [Auto+ / João Brigato]

A CAOA assumiu as operações da Chery no Brasil no momento certo. Os produtos da marca chinesa haviam passado por um salto de qualidade evidente e o grupo brasileiro soube bem explorar isso. Contudo, havia ainda um carro dessa antiga fase: o Tiggo 2. Só que agora ele passou por outra evolução e até trocou de nome para CAOA Chery Tiggo 3X.

Tudo bem que você deve pensar que eu estou exagerando e que o Tiggo 3X é só um Tiggo 2 requentado. E que eu caí no discurso da CAOA Chery. Mas não e posso provar. Eles são muito parecidos de fato visualmente, como detalhado na nota de lançamento do modelo. Contudo, na hora de dirigir a realidade é completamente diferente.

2 + 1.0 = 3X

Debaixo do capô do CAOA Chery Tiggo 3X está um motor novinho em folha. Trata-se do 1.0 três cilindros turbo flex de 102 cv e 17,1 kgfm de torque. Ok…os números podem não chamar tanta atenção em um mundo de modelos 1.0 turbo lá na casa dos 120 cv. Mas o Tiggo 3X só perde em torque, na categoria, para os VW Nivus e T-Cross.

CAOA Chery Tiggo 3X [Auto+ / João Brigato]
CAOA Chery Tiggo 3X [Auto+ / João Brigato]
A potência engana, de verdade. O bom casamento com a transmissão CVT de nove marchas simuladas provém agilidade ao SUV compacto chinês. Ele enfrenta subidas íngremes sem grandes dificuldade e consegue fazer ultrapassagens de maneira segura. Não parece faltar força – ao contrário do que acontece com o Tiggo 2.

O seu antecessor usa motor 1.5 quatro cilindros aspirado flex com 115 cv e 14,9 kgfm de torque. Contudo, ele usa transmissão automática de apenas quatro marchas. Um sistema arcaico que rouba bastante o fôlego do modelo – problema não enfrentado pelo Tiggo 3X.

CAOA Chery Tiggo 3X [Auto+ / João Brigato]
CAOA Chery Tiggo 3X [Auto+ / João Brigato]
A única questão quanto ao motor fica por conta do excesso de vibração. Aos 3 mil giros, ele trepida mais do que deveria, sendo bastante sentido no pedal. Em rotações mais baixas ou marcha lenta, isso não acontece. Assim como em regimes mais altos, ele aparenta ser mais contido.

O câmbio garante que o motor trabalhe em faixas de melhor aproveitamento do torque, que chega em giro baixo. As marchas são simuladas somente quando o motorista coloca em modo manual. Mas ainda há os modos Eco e Sport (irônico, não? Pois lembra do aposentado rival da Ford) para condução mais econômica ou com um toquezinho de pimenta – bem leve, diga-se de passagem.

CAOA Chery Tiggo 3X [Auto+ / João Brigato]
CAOA Chery Tiggo 3X [Auto+ / João Brigato]

Mais um passo

Um dos maiores destaques do Tiggo 3X está em seu isolamento. Ele garante silêncio a bordo além do esperado para um SUV de entrada como ele. Há pouco barulho de rodagem e bons materiais foram usados para manter o silêncio na cabine garantido. O motor invade com seu ruído somente em regimes bem altos, mas ainda assim, é contido.

A suspensão é macia, de maneira a lembrar os carros coreanos. Isso faz com que o Tiggo 3X lide bem com as imperfeições do asfalto, mas role demais nas curvas mais fortes. Os pneus Michelin parecem aguentar mais curva do que a carroceria do SUV compacto é capaz de lidar.

CAOA Chery Tiggo 3X [Auto+ / João Brigato]
CAOA Chery Tiggo 3X [Auto+ / João Brigato]
Direção leve tem assistência elétrica, mas é um tanto quanto morta. Não traz muito feedback do asfalto, mas é algo perdoável em um segmento que visa puramente o conforto. Há de notar também que em ruas esburacadas há barulho de acabamento, mas pode ser uma questão das unidades testadas serem pré-série.

Melhora aparente

Outra questão a ser pontuada no CAOA Chery Tiggo 3X é seu acabamento. Ele é nitidamente melhor que o do Tiggo 2. Há muito plástico duro, mas de qualidade, sendo superior a outros rivais nacionais. Os encaixes são bem feitos e há um contrastante interessante de materiais. A Chery não economizou nesse quesito.

Para impressionar, ele ganhou painel de instrumentos parcialmente digital na versão topo de linha Pro. Ele tem qualidade apenas ok, poucos recursos e leitura difícil de algumas letras pequenas. Além disso, o medidor de temperatura e o marcador de combustível em duas bolinhas prata nos cantos parece não casar com o restante do conjunto.

A central multimídia tem tela grande, mas de definição apenas satisfatória. Traz Android Auto e Apple CarPlay de série, além de mostrar os ajustes do ar-condicionado como redundância. Contudo, cada vez que você mexe no sistema de ventilação, o menu do ar fica na tela e não sai automaticamente. Sendo necessário voltar manualmente ao espelhamento.

[Auto+ / João Brigato]
[Auto+ / João Brigato]
Outra mancada na cabine está na falta de ajustes mais amplos para a altura do banco. O volante também não regula em profundidade. Ainda assim, ele tem bancos macios, com bom revestimento de couro. Já o volante, com aro grosso, tem pega agradável e um visual sofisticado.

Veredicto

Por R$ 105.990, o CAOA Chery Tiggo 3X se posiciona na porta de entrada dos SUVs compactos. Ele tem boa lista de itens de série e acabamento acima da média da categoria. Além disso, tem tamanho contido, apesar do porta-malas grande de 420 litros. E ainda terá de enfrentar o preconceito por ser de marca chinesa e ter números de potência abaixo da categoria.

[Auto+ / João Brigato]
[Auto+ / João Brigato]
Mas o modelo finalmente se posiciona como um candidato possível e elegível às garagens daqueles que sonha com um SUV compacto da moda. Algo que o Tiggo 2 não consegue oferecer por conta do conjunto mecânico defasado e visual sem graça. Parecidos sim, mas completamente diferentes ao mesmo tempo.

>>Do Celer ao Tiggo 3X: como a Chery transformou um hatch em dois SUVs

>>Tiggo 8 PHEV faz 74 km/l e pode ser primeiro híbrido da CAOA Chery

>>AOA Chery Arrizo 6 vende mais que Chevrolet Cruze em abril

Sobre o autor

João Brigato

7 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Então, o requentado pela segunda ou terceira vez Tiggo 3x merecia pelo menos uma tampa nova do porta-malas com lanternas de uma identidade mais marcante.

    Ah, antes que eu me esqueça, mais uma vez: requentado com um pouquinho de cheiro verde e uma pimentinha pra decorar, porém, requentado…

    Hahahahahahahahahahahahahahahahahahahah

  • eu testes esse vermelho igual a esse da imagem tem placa verde tambem olha que eu gostei muito com certeza se eu tiver 100 mil eu compro mas quem tem uma opção melhor como o nivus por exemplo eu compro tambem mas queria muito esse carro me agradou bastante muito economico parabens a caoa gostei muito cambio muito tranquilo não tem barulho alem disso o carro é muito lindo se fosse meu eu nunca mais vendia esse carro me apaixonou bastante pena que vou ficar com ele ate o dia 25 de outubro mas depois que eu andei nesse carro eu vou comprar tenho um tiggo 5x eu não vou vender alias eu consigo compra eu vou no final desse ano?

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva