Destaque Novidades

JAC terá primeira van grande elétrica no Brasil por R$ 386.990

Rivais como Fiat Ducato, Renault Master e Mercedes-Benz Sprinter serão as concorrentes da JAC iEV750V, a primeira van grande elétrica do Brasil
JAC iEV750V [divulgação]
JAC iEV750V [divulgação]

Ampliando a oferta de modelos elétricos no Brasil, a JAC parte agora para cima de Fiat Ducato, Renault Master, Citroën Jumper, Peugeot Boxer e Mercedes-Benz Sprinter. Com a iEV750V, a marca chinesa traz ao nosso país a primeira van de porte grande 100% elétrica. Por ela, a JAC pede R$ 386.990.

Comparando a outras vans, a JAC iEV750V é substancialmente mais cara por conta da motorização elétrica. A Fiat Ducato, por exemplo, é vendida por preços entre R$ 178.749 e R$ 235.477 (em São Paulo). Já a Renault Master tem valores entre R$ 190.550 e R$ 275.500. Enquanto a Mercedes Sprinter paira entre R$ 171.200 e R$ 292.600.

Os custos mais altos na hora da compra, segundo a JAC, são amortecidos a longo prazo. Segundo a marca, o custo por km rodado de uma van diesel é de R$ 0,64 contra R$ 0,20 por km rodado de sua van elétrica. A marca leva em consideração que o custo de recarga total da iEV750V é de R$ 55, enquanto o litro de diesel é de R$ 4,50 em média.

JAC iEV750V [divulgação]
JAC iEV750V [divulgação]
Debaixo do capô, a van elétrica da JAC tem motor de 163 cv e 76,5 kgfm de torque. Novamente comparando às principais vans do mercado, a Renault Master oferece motor 2.3 quatro cilindros turbo diesel de 130 cv e 31,6 kgfm. Já a Fiat Ducato também usa um 2.3, mas com 130 cv e 32,7 kgfm. Já a Sprinter entre 163 cv e 36,7 kgfm em um 2.1 turbo diesel.

“As grandes companhias, sejam brasileiras ou multinacionais, estão sendo cobradas por acionistas, clientes e, em alguns países, também pelas autoridades quanto à emissão de CO2 na cadeia produtiva. Isso é um fenômeno mundial. E a adoção do veículo 100% elétrico cai como uma luva para resolver essa questão”, explica Sergio Habib, presidente da JAC.

>>JAC e-JS1 é confirmado como carro elétrico mais barato do Brasil

>>JAC T40: ótimo custo benefício, mas derrapa em bobeiras – Avaliação

>>Boato de que JAC estaria interessada na fábrica da Troller é falso

Sobre o autor

João Brigato

3 Comentários

Clique aqui para comentar