Destaque Novidades

Kia aposta em enorme picape militar no Oriente Médio

Tecnicamente essa é a única picape da Kia e primeiro carro que a marca coreana tem com três limpadores de para-brisa
Kia KLTV [divulgação]
Kia KLTV [divulgação]

Veículos militares fazem parte da história da indústria automotiva. Quer seja com os emblemáticos Jeeps de guerra ou com o icônico Hummer, muitos desse parrudos utilitários depois ganharam as ruas. Mas será que a Kia terá a mesma sorte com sua picape de farda?

Apresentado em Abu Dhabi na edição 2021 da Exibição e Conferência Internacional de Defesa (IDEX), o conceito mostra como a Kia entraria para o hall da fama dos veículos militares. Batizado de KLCT (Kia Ligh Cargo Truck – Picape de Carga Leve Kia), o modelo teve parte de suas especificações reveladas.

Ele conta com motor turbo diesel de 225 cv, mas sem litragem e torque revelados. A transmissão é automática de oito marchas e há tração nas quatro rodas com duas caixas de transferência.

Kia KLTV [divulgação]
Kia KLTV [divulgação]
Segundo a Kia, a picape é capaz de chegar a 130 km/h de velocidade máxima. Ela ainda traz espaço para quatro pessoas no interior, mais dez assentos para soldados totalmente armados na caçamba. A capacidade de carga chega a 3.000 kg.

A carroceria toda parruda e cheia de linhas retas contrasta totalmente com as linhas angulosas e ousadas dos últimos carros da Kia. Ainda assim, a picape militar coreana traz a típica grade nariz de tigre com filetes verticais cinza – dando um toque de carro urbano para um veículo tão parrudo.

Os faróis tem desenho agressivo e são compostos por três blocos luminosos. O restante da carroceira traz reforços estruturais e enxertos de metal aparente. Um dos curiosos destaques da picape Kia é seu para-brisa praticamente reto o qual conta com três limpadores instalados no teto. A Kia não revelou interior ou mais informações sobre o KLTV.

>>Novo Kia K8 (Cadenza) é ousado, mas lembra o falecido Ford Fusion

>>Hyundai e Kia teriam desistido de fazer carro da Apple

>>Kia mostra como fez para colocar 11 bancos na Carnival 2021

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar