Destaque Novidades Racing

Em grande forma, Hamilton vence na Áustria

Piloto britânico confirmou o favoritismo na corrida, depois de registrar a pole com mais de 1s2 de vantagem sobre Max Verstappen
Lewis Hamilton
(divulgação)

Lewis Hamilton mostrou neste fim de semana, em Spielberg, na Áustria, que está pronto para buscar seu sétimo título mundial, o que o deixaria empatado com Michael Schumacher como maior campeão de todos os tempos. Foi a segunda corrida seguida nesta mesma pista: a outra foi no domingo passado.

O que mudou foi o nome: de GP da Áustria para GP da Estíria, que é a região onde fica o autódromo. Depois de um início de temporada conturbado, largando atrás do companheiro de equipe e recebendo punição por atitude antidesportiva naquela primeira prova, Lewis Hamilton reagiu de forma brilhante.

Lewis Hamilton
(divulgação)

No sábado, garantiu com folga a 89ª pole position da carreira, sendo mais de 1s2 mais veloz do que o segundo colocado, Max Verstappen, na pista molhada. “Eu amo dias assim”, disse, em referência ao temporal que castigou a pista de Spielberg o dia todo. No domingo, já com tempo firme, deu outro espetáculo, liderando a prova sem sustos.

Salvando um segundo lugar depois de excelente duelo com Max Verstappen, Valtteri Bottas sustentou-se na liderança do campeonato com seis pontos de vantagem sobre Lewis Hamilton (43 a 37). Mas sabe que não vai ficar lá por muito tempo se essa diferença de performance se mantiver pelas próximas corridas.

Embora ainda seja muito cedo e não se saiba nem quantas etapas o campeonato terá, as coisas caminham cada vez mais para um domínio absoluto da Mercedes. A Red Bull mostrou que não será capaz de acompanhar o ritmo dos carros prateados ao longo do ano, com Max Verstappen chegando apenas em terceiro, seguido de Alexander Albon.

Verstappen foi presa fácil para Bottas no fim da corrida. O grande destaque foi novamente o britânico Lando Norris, da McLaren, que fez outro corridaço para chegar em quinto (domingo passado, tinha terminado em terceiro). Comprovando o excelente rendimento da McLaren, o companheiro de equipe dele quebrou o recorde da pista.

Nono colocado na bandeirada final, Carlos Sainz Jr. registrou a melhor volta da prova em 1min05s619, superando a marca alcançada por Kimi Räikkönen em 2018 (1min06s957). De quem falta a gente falar? Ah, sim, da Ferrari. A equipe italiana – que já está sob enorme pressão por não encontrar um bom rendimento – teve um dia para apagar da sua história.

Ainda na primeira volta de corrida, Charles Leclerc cometeu um erro de cálculo, saltou sobre a zebra da curva 3 e acertou a traseira do carro do companheiro de equipe Sebastian Vettel. Os dois tiveram de abandonar. “Todo mundo viu o que aconteceu na TV. A culpa foi minha”, reconheceu Leclerc. A próxima etapa é já neste domingo em Budapeste, na Hungria.

Confira abaixo um resumo da corrida produzido pelo canal Pr1meiro Stint:

Veja mais:

>> Fórmula 1 tem corridão na Áustria e premia Bottas

>> Veja curiosidades e detalhes do GP da Estíria de F1

>> Alonso está de volta à Fórmula 1 pela Renault

Sobre o autor

Tiago Mendonça

Tiago Mendonça

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva