Curiosidades Novidades

Mach 40: um Mustang de 850 cv com motor central-traseiro

Modelo exclusivo foi feito a partir de um Mustang Mach1 1969
Mach 40 (reprodução)

A Ford nunca fez um Mustang com motor central-traseiro, já que essa exclusividade pertencia a outro modelo mítico da marca: o GT40. Mas um engenheiro chamado Terry Lipscomb transformou essa ideia em realidade ao produzir o Mach 40, um esportivo produzido a partir de um Mustang Mach de 1969, com o nome fazendo referência ao clássico Ford GT40.

O engenheiro Lipscomb idealizou o carro e requisitou três profissionais para colocar a mão na massa, sendo um para projetar o carro, o segundo para fazer as modificações e o terceiro para criar a carroceria exclusiva. E aqui vai um detalhe: o carro foi reconstruído praticamente do zero.

Mach 40 (reprodução)

Feito todo o processo, o resultado final foi uma mistura de um carro de visual agressivo com um “quê” de Hot Wheels. O muscle car mede apenas 1,09 metro de altura, sendo mais baixo até do que os Ford GT atuais, trazendo capô longo com saídas de ar, uma imponente grade dianteira e entrada de ar lateral para arrefecimento do motor central-traseiro.

Mach 40 (reprodução)

 

Já a traseira traz a lanternas com as clássicas três barras verticais e saídas de ar. Apesar de ter as formas do Mustang, a cabine revestida em couro vermelho e preto foi feita artesanalmente.

Mach 40 (reprodução)

Por falar no conjunto mecânico, saiu o V8 de 5,8 litros do Mustang Mach 1 original para entrar um V8 5.4 com compressor mecânico do Ford GT de 2006, que originalmente entrega 550 cv. É claro que a potência original não foi mantida, com o motor sendo recalibrado para gerar nada menos do que estúpidos 850 cv, isso queimando etanol.

Por fim, o carro é tão exclusivo que foi até incluído pela Poliphony Digital no game Gran Turismo Sport, do console Playstation 4.

Veja mais:

>> Primeiro Mustang vendido oficialmente pela Ford no Brasil é entregue

>> Mustang Eleanor está de volta com até 760 cv

>> Camaro SS terá novo lote importado para o Brasil

Sobre o autor

Avatar

Redação

Comente

Clique aqui para comentar