Destaque Novidades

Mercedes-Benz terá modelos elétricos da AMG e já registra nomes

Mercedes-Benz já tem registrados os nomes EQE 43, EQE 53 e EQE 63, todos para serem usados pelos AMG elétricos
Mercedes-Benz Vision EQS [divulgação]
Mercedes-Benz Vision EQS [divulgação]

Depois do lançamento do SUV elétrico EQC, a Mercedes-Benz mostrou que não tornará coadjuvante sua linha de modelos movidos a bateria. Prova disso é que além dos já anunciados EQE sedã, EQE SUV e EQS, a marca trabalha em versões AMG e Maybach de seus elétricos.

Registros de patentes feitos na Europa provam que a Mercedes-Benz trabalha, ou ao menos estuda lançar, três variantes AMG dos modelos EQE. Os nomes EQE 43 AMG, EQE 53 AMG e EQE 63 AMG foram registrados pela marca alemã.

Mercedes-Benz Vision EQS [divulgação]
Mercedes-Benz Vision EQS [divulgação]
Vale lembrar que hoje os modelos 43 representam a porta de entrada entre os AMG com tração traseira e motores V6. Já os 53 são os intermediários com motor V8, mas com menor profusão na linha. Já os Mercedes-AMG 63 são os mais fortes e potentes possíveis dentro da linha e sempre com motor V8 biturbo. Como os modelos EQ são totalmente elétricos, a numeração será uma espécie de equivalente de performance.

Como há uma proximidade entre os modelos 53 e 63, é possível que uma das siglas seja usada para o EQC SUV (53 AMG provavelmente), enquanto a outra ficará para o sedã EQC (possivelmente a 63 AMG).

Mercedes-Benz Vision EQS [divulgação]
Mercedes-Benz Vision EQS [divulgação]
A Mercedes-Benz ainda planeja um novo patamar de performance para os modelos AMG, mas que não atingirá os elétricos da linha EQ. O emblema 73 AMG estampará somente carros com motores híbridos de alta performance, juntando a força do V8 biturbo a um (ou mais) motor(es) elétrico(s).

O que há de certo para a linha EQ é a chegada de versões Maybach. A divisão de alto luxo da Mercedes-Benz assina variantes do Classe S, GLS e até uma especial do antigo Classe G. É bastante provável que somente o EQC Maybach venha a existir, visto que ele é equivalente ao Classe S.

A não ser que a Mercedes-Benz resolva fazer uma versão Maybach do Classe E, as chances de que o EQE sedã ou SUV recebam versão luxuosa é bastante remota.

>>Mercedes-Benz apresenta o carro mais luxuoso da sua história

>>Mercedes-Benz e Volvo podem usar os mesmos motores no futuro

>>Mercedes-AMG GT de R$ 1,5 milhão é queimado por YouTuber russo

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar