Destaque Novidades

Mitsubishi pode lançar dois SUVs compactos com base Renault

Além de fabricar os carros da marca japonesa na Europa, Renault também fornecerá as bases para os novos SUVs Mitsubishi
Mitsubishi
Mitsubishi Outlander Sport (divulgação)

Aos poucos a Mitsubishi finalmente está se beneficiando do fato de fazer parte da Aliança Renault-Nissan. Além da base CMF-C usada no novo Outlander, a marca japonesa terá dois novos SUV oriundos de bases Renault. Ambos são destinados ao mercado europeu, mas podem chegar ao Brasil.

Segundo informações do Motor.es, os novos Mitsubishi serão produzidos na Europa e focados nesse mercado. Há anos a Mit tem perdido terreno por lá, chegando até a cogitar abandonar o continente. Para voltar a ter força, a solução é apostar em algo que ela já tem tradição: os SUVs.

E justamente esses novos utilitários que substituirão os modelos mais velhos da marca atualmente em produção. O ASX, ou Outlander Sport (dependendo do mercado), terá uma nova geração baseada na plataforma modular CMF-B. A ideia é aproximá-lo do Renault Captur, um dos SUVs compactos mais vendidos da Europa.

Renault Captur [divulgação]
Renault Captur europeu [divulgação]
Haverá uma mudança de porte para enquadrar melhor o futuro ASX/Outlander Sport no segmento de SUVs compactos. Hoje aqui no Brasil ele tem porte pouco maior que um SUV compacto, mas preços de SUV médio. Ele será o primeiro lançamento da marca na Europa nessa nova fase e é esperado para 2023.

Mini Mit

A Mitsubishi também se arriscará no surgente segmento de SUVs subcompactos. A ideia é substituir o Space Star (também conhecido como Mirage) da mesma maneira que a Nissan fará no Brasil com o March. Ou seja, colocar um SUV subcompacto no lugar de um hatch compacto que vende mal.

Renault Clio [divulgação]
Renault Clio [divulgação]
Contudo, ao contrário do Nissan Magnite que é baseado na plataforma CMF-A do Kwid, o menor SUV da Mitsubishi tomará como base o Renault Clio e o Dacia Sandero. A base CMF-B é modular e permite carros de porte mais compacto.

Como o novo ASX terá cerca de 4,30 m de comprimento e não há obrigatoriedade de entrar no segmento na Índia, como é o caso do Magnite, o SUV da Mitsubishi pode ser maior. É capaz de que ele fique no porte próximo a 4,10 m de comprimento, atuando na base do segmento de SUVs compactos, mas com preço de subcompacto.

Sandero, Stepwau e Logan 2021 [divulgação]
Sandero, Stepway e Logan 2021 [divulgação]

>>Designer imagina Mitsubishi Lancer de volta como rival do Toyota Corolla

>>Mitsubishi Outlander muda radicalmente na nova geração

>>Mitsubishi prepara SUV elétrico que resgatará nome Evolution

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Um comentário

Clique aqui para comentar