Destaque Novidades

Nissan Frontier ganha versão SL Warrior para off-road pesado

Projetada para encarar o lamaçal sem dó, nova Nissan Frontier SL Warrior não poderia ser vendida no Brasil com esse visual
Nissan Frontier SL Warrior [divulgação]
Nissan Frontier SL Warrior [divulgação]

Desde que as típicas utes desapareceram na Austrália, a terra do canguru também se tornou o paraíso das picapes médias. Por lá, elas recebem as mais diversas versões com foco em off-road ou em performance em asfalto. Prova disso é a nova Nissan Frontier SL Warrior que jamais poderia ser vendida no Brasil com esse visual.

Vendida na Austrália como Navara, a nova versão off-road da Frontier não seria permitida no Brasil por conta do quebra-mato dianteiro. O nosso país proíbe esse tipo de recurso por questões de segurança (e porque os aventureiros urbanos abusaram do adereço nos anos 2000).

Esse é o maior destaque visual da picape, junto do para-choque dianteiro de ferro com uma barra de LED para aumentar o feixe de luz. A suspensão foi elevada em 4 cm em relação à Frontier padrão. Novas rodas de 17 polegadas calçando pneus Cooper Discoverer All Terrain AT3 entram em ação na versão SL Warrior.

Nissan Frontier SL Warrior [divulgação]
Nissan Frontier SL Warrior [divulgação]
Como resultado, o ângulo de entrada da caminhonete subiu de 32 graus para 36 graus. O problema foi que engate traseiro que reduziu o ângulo de saída de 19,8 graus para 19 graus. Ou seja, melhor para superar barrancos, pior para sair deles. Visualmente ela ainda ganhou para-lamas alargados com plásticos pretos.

Por dentro a única mudança ficou por conta do carpete substituído por borracha. Assim, o piso da Nissan Frontier pode ser lavado sem comprometer a picape. A central multimídia com Android Auto e Apple CarPlay segue como item de série, assim como o painel de instrumentos parcialmente digital.

Nissan Frontier SL Warrior [divulgação]
Nissan Frontier SL Warrior [divulgação]
Mecanicamente não houve alteração: a Frontier SL Warrior manteve o motor 2.3 quatro cilindros biturbo de 190 cv e 45,9 kgfm de torque. A transmissão é automática tradicional de seis marchas. Além disso, a tração 4×4 é item de série nessa versão aventureira exclusiva para a Austrália.

>>Flagra: Mitsubishi L200 Triton 2024 será base da nova Nissan Frontier

>>Nissan desiste da lutar com RAM 1500 e de mais picapes além da Frontier

>>Nissan Frontier ganha versão SUV que parece um carro funerário

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva