Destaque Novidades

Nissan Leaf 2023 chega ao Brasil corrigindo falhas do antigo

Pelo mesmo preço de antes, Nissan Leaf 2023 acertou os problemas que o modelo anterior tinha, mantendo preço e autonomia de antes
Nissan Leaf 2023 [divulgação]

Apresentado há pouco tempo na Europa e nos EUA, o Nissan Leaf 2023 desembarca no Brasil com importantes novidades. Apesar de o visual parecer que pouco mudou, o hatch elétrico ganhou importantes mudanças que corrigiram as falhas anteriores. O preço de R$ 293.790 não mudou, assim como a autonomia de 272 km, vale ressaltar.

A grande novidade fica por conta do novo carregador do Tipo 2 que agora está disponível para o Leaf. É o tipo mais comum visto no Brasil, com sete pinos e compatibilidade para carga rápida. Ele segue com o ChadeMo de antes como uma segunda alternativa de carregamento.

Outra mudança importante é o freio de estacionamento eletrônico em substituição ao arcaico sistema de pedal que o Toyota Corolla Cross ainda usa. O motor segue de 150 cv e 32,6 kgfm de torque, totalmente elétrico e que possui sistema de condução One Pedal que aumenta a economia e dispensa o uso do freio em boa parte das situações do dia-a-dia.

Nissan Leaf 2023 [divulgação]
Nissan Leaf 2023 [divulgação]
Esteticamente, porém, são poucas novidades. O Nissan Leaf 2023 ganhou novas rodas de liga-leve diamantadas, faróis com máscara negra, mudanças na grade frontal, novos logotipos da Nissan e novas opções de cores: Cinza Shark com Teto Preto e Vermelho Magnético com Teto Preto.

Ele traz agora sistema de som Bose e retrovisor interno fotocrômico como adições à lista de itens de série. Segundo a marca japonesa, o Nissan Leaf 2023 já está a caminho das 44 concessionárias homologadas para vender o hatch médio elétrico. Vale lembrar que o modelo é importado da Inglaterra.

Nissan Leaf 2023 [divulgação]
Nissan Leaf 2023 [divulgação]

>>Nissan Leaf paga o preço por ser pioneiro entre elétricos | Avaliação

>>Kicks híbrido, que faz 30 km/l, deve vir ao Brasil até 2023

>>Flagra: Mitsubishi L200 Triton 2024 será base da nova Nissan Frontier

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar