Destaque Novidades

Nova geração da Ford Ranger estreia antes do Natal

Ford Ranger muda de geração depois de 10 anos da estreia do modelo atual vendido no Brasil. Produção na Argentina já é dada como certa
Ford Ranger 2023 [divulgação]
Ford Ranger 2023 [divulgação]

Fazendo barulho com o lançamento da nova geração da Ford Ranger, a marca norte-americana segue divulgando teasers e novas imagens sobre a picape. Agora, junto de um vídeo sobre o processo de criação do design da nova Ranger, a Ford revelou que ela estreia em 24 de novembro – ou seja, bem a tempo para o Natal.

O lançamento oficial acontecerá na Austrália, principal mercado para picapes de médio porte hoje em dia. Ela também será fabricada na Argentina, no lugar da atual geração. É possível que ela e a Volkswagen Amarok dividam a linha de produção, visto que a picape alemã será uma derivada direta da nova Ranger.

Segundo a Ford, a nova geração da Ranger será vendida em mais de 180 países, sendo o seu produto com maior abrangência global. Por isso, o desenvolvimento contou com a participação de 5 mil clientes de picapes, além de donos e ex-donos de Ranger. É possível que vários brasileiros estejam nessa conta, visto que ela vende bem por aqui.

Durante o processo de criação da nova Ranger, a Ford testou a picape por 10 mil quilômetros em testes duros no deserto. A marca diz que isso é o equivalente a rodar 1,25 milhão de quilômetros initerruptamente ou rodar 625 mil quilômetros no off-road carregando 1 tonelada de tranqueiras na caçamba.

Vem aí Ranger V6?

Ainda fazendo segredo sobre a mecânica da nova Ranger, a linha 2023 não manterá sequer um motor do modelo atual. Saem de cena os propulsores 2.3 quatro cilindros turbo diesel e 3.2 cinco cilindros turbo diesel. Em substituição, a Ranger 2023 ganhará um 2.0 quatro cilindros biturbo diesel.

A picape ainda terá um V6 3.0 turbo diesel para as versões mais caras. Para os EUA haverá o V6 2.7 EcoBoost a gasolina, que não deve ser oferecido no Brasil – afinal, brasileiros só gostam de picapes diesel. Para a Europa haverá uma versão híbrida do tipo plug-in, possivelmente bebendo gasolina. Em todos os casos, o câmbio será automático de dez marchas do Mustang.

>>Ford Ranger 2023 começa a perder camuflagem

>>Bronco Sport brilha nos EUA, no Brasil vende menos que Territory

>>Mustang vai perder potência e torque em 2022, incluindo no Brasil

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar