Destaque Mercado Moto+ Novidades

Nova Suzuki Hayabusa é confirmada no Brasil por R$ 124.500

Sonho de consumo de muitos amantes das motos, a nova geração da Suzuki Hayabusa já tem data para chegar ao país
Nova Suzuki Hayabusa [divulgação]
Nova Suzuki Hayabusa [divulgação]

A nova Suzuki Hayabusa vai chegar em breve ao mercado brasileiro. Lançada em fevereiro de 2021 no exterior, enfim a nova geração da superesportiva vai chegar ao Brasil. O modelo desembarca já em agosto, a partir da segunda quinzena, e tem preço sugerido de R$ 124.500, sem incluir o frete.

Desde que a primeira geração do modelo foi lançada, em 1999, a Hayabusa se tornou referência em desempenho e virou um sonho de consumo para os amantes de motos esportivas. Agora, em sua terceira geração, a moto promete continuar entregando uma performance elevadíssima, mas precisou abrir mão de alguns cavalos de potência.

Visualmente, a nova geração da moto segue inconfundível. Basta um rápido olhar para notar que se trata de uma Hayabusa. As linhas avantajadas e os tradicionais caracteres japoneses na carenagem seguem presentes. Porém, a moto está mais leve, pesando agora 263,9 kg, uma redução de 2 kg.

Nova Suzuki Hayabusa [divulgação]
Nova Suzuki Hayabusa [divulgação]

Motor da nova Suzuki Hayabusa

Como dito anteriormente, a superesportiva perdeu alguns cavalinhos. O motor segue sendo um quatro cilindros em linha de 1.340 cilindradas. A potência caiu dos 197 cv da geração passada para 190 cv, enquanto que o torque agora é de 15,3 kgfm, ligeiramente menor que os 15,8 kgfm da geração passada.

Essa redução na potência foi necessária para a moto se enquadrar nas leis de emissão. Porém, mesmo com a perda de cavalos, a moto está mais rápida que a geração passada. Segundo a Suzuki, a nova Hayabusa faz de 0 a 100 km/h em 3,2 segundos, 0,2 s mais rápido. Já a velocidade máxima é de 299 km/h.

Nova Suzuki Hayabusa [divulgação]
Nova Suzuki Hayabusa [divulgação]
Essa nova geração da moto será montada no Brasil, na linha de produção da marca em Manaus (AM). O processo será sob regime CKD, o que significa que as peças da motocicleta são importadas e apenas a montagem é feita na planta brasileira. Vendida em versão única, a Hayabusa terá três opções de cores: preta, branca e prata.

>> Motos da BMW precisam ter cardã inspecionado no Brasil

>> Suzuki Jimny Sierra ganha série limitada com mais apelo off-road

>> Suzuki Grand Vitara está de volta com coração híbrido de Toyota

Sobre o autor

Leo Alves

4 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Bela máquina! Problema é como aproveitar todo essa potência desta bela moto! Tudo é excesso neste país, só mesmo na Alemanha nas famosas Autobahn.

    • Essa é uma moto aproveitável em um amplo espectro. Pode-se andar a 50km/h em 6° marcha sem trancos na transmissão ou a 200km/h com pleno conforto. Velocidade máxima e aceleração em 3s são apenas alguns de seus multiplos predicados. A Haya sempre valerá a pena, mesmo aqui.

  • Acho a Hayabusa, a única moto esportiva bonita do mundo, pois foge daquela “modinha” ridícula de moto com traseira rebitada e bem fina, quase nula que as outras todas tem ! A Hayabusa é toda parruda, toda imponente do início ao fim. Só que para mim, moto e velocidade NÃO tem nada a ver: nada como subir numa moto e andar devagar, com uma leve brisa no rosto e as mais belas paisagens a nos cercar ! Quer correr de moto? Vai para uma pista fechada !!!